terça-feira, 20 de julho de 2010

O exercício do espelhinho

Olá, meninas!
.
Cá estou eu pra cumprir minha promessa da postagem semanal! Tem muitas coisas que eu quero dizer aqui e eu fiquei matutando sobre o que eu iria escrever afinal.
.
Foi então que me lembrei, que pra maioria das meninas que me procuram pedindo ajuda, eu sempre sugiro o exercício do espelhinho. Sabe, a maioria de nós vagínicas é super culta e bem informada a respeito do corpo das "mulheres em geral", mas o que nós sabemos a respeito do nosso corpo? A gente sempre tem aquela sensação de que não somos normais, pq se fôssemos a coisa aconteceria de maneira bem fácil, mas pq não vamos lá e olhamos pra ver se não somos mesmo normais?
.
Me lembro de quando o terapeuta me perguntou se eu já havia me observado com um espelho. Eu disse que sim, e já havia mesmo, mas foi há uns 10 anos, quando minha professora de anatomia disse que isso era importante. Eu não tinha nenhuma ferramenta, nenhum roteiro pra me observar, mas fui lá com o espelhinho até o banheiro, olhei, olhei e pronto. Falei isso pra ele e ele achou que eu deveria repetir o exercício, dessa vez olhando uma figura do livro, tentando identificar as estruturas.
.
Confesso que me senti uma menina de 15 anos que não se conhecia e tinha que passar por uma situação ridícula daquelas. Mas oras, até quando eu ia continuar escondendo de mim mesma que eu realmente era essa menina de 15 anos que não se conhecia? Mesmo não tendo essa consciência na época, fui lá e fiz o exercício de exploração e fiquei feliz por ser normalzinha como a pessoa da figura e por realmente ter um buraco lá embaixo.
.
Acho que esse exercício é importante pra todas nós. Acho que o primeiro passo pra superar o vaginismo é entender e acreditar que temos um corpo normal. Muitas vezes ouvimos isso de ginecologistas, mas não é a mesma coisa de descobrirmos isso por nós mesmas, não acham? Bom, vou colocar aqui pra vcs uma figura que pode auxiliar nessa autodescoberta. Eu encontrei essa figura no google, não é em português, mas tem ajudado várias meninas que me procuram. Olhem só:

Mons pubis = Monte púbico
Labia majora = Grandes lábios
Labia minora = Pequenos lábios
Clitoris = Clitóris
Urethral opening = Abertura da uretra
Vagina = Vagina
Anus = Anus
.
Observe atentamente essa figura, e depois parta pro seu autoexame. Tome um banho pra relaxar, procure um lugar tranquilo, pegue um espelhinho e observe sua vagina, tentando identificar as estruturas que estão no desenho. É muito importante ressaltar que a abertura vaginal não é grandona como aparece no desenho, ela é bem menor (até a minha que já tá "usada" - hahahaha - é bem menor), então vc pode ter alguma dificuldade em identificá-la. Se vc tiver essa dificuldade, eu tenho uma dica: basta vc, enquanto se observa com o espelhinho, separar bem os grandes lábios com seus dedos (indicador e médio) e fazer uma forcinha pra baixo e pra fora (como se fosse fazer número 2) e depois soltar. Aí vc observa a danadinha e vê que ela dá uma mexidinha de leve, uma abridinha e uma fechadinha. É um movimento discreto, mas convence a gente de que o buraco existe! hahaha
.
Há meninas que ficam muito ansiosas ao fazer esse exercício, o que foi o caso de uma amiguinha minha de troca de emails, a R. Ela me sugeriu o trecho de um livro (lembram daquele livro que eu não queria dar o nome pra vcs nem pensar? hehehe) que a ajudou muito a superar isso. É um texto muito interessante pq diferente do meu post de hoje, ele propõe, além da observação, a introdução do dedo como forma de autodescoberta... Amanhã eu vou publicar esse trecho, ok? (certo, amanhã não é dia de postagem, mas dessa vez é uma situação especial, né?)
.
Bjs a todas!

23 comentários:

K. disse...

Dani, acho que este post vai ser muito útil para muita gente. Acho mesmo. Beijos

Priscila ...º.º... disse...

Olá Dani!
Acho muito legal este post,pois foi com essa dica q consegui localizar o tal buraco!E a partir daí fui progredindo...e hoje estou no penúltimo dilatador do kit.Tenho certeza q esse post vai ajudar muitas mulheres assim como eu.
Não tenho blog mas quem quiser conversar comigo é só me mandar um email:cilacrv@hotmail.com
Bjs amiga, vc é um anjinho!!

Renata disse...

Achei muito legal, estou começando um tratamento e vou precisar de sua ajuda.

Daniela Barros disse...

Oi, meninas!
Obrigada pelos comentários! Tomara que as meninas que ainda não fizeram esse exercício e que vejam aqui no blog se sintam motivadas a fazê-lo! Ajudou a Pri e pode ajudar muito mais gente!
Bjs

Benditas Mulheres disse...

Parabéns pelo Post, está corretíssimo! O passo inicial para o tratamento do vaginismo é a consciência corporal, ou seja, o auto-conhecimento, que parece tão simples, mas difícil e penoso para a vagínica.

Anônimo disse...

Parabns pelos post , mt bom quero mais dicas

Anônimo disse...

sou Reginaldo Winci ginigologista internacional gostei do seu trabalho

Daniela Barros disse...

Oi, Dra. Priscila!
Obrigada pelo comentário e parabéns pelo seu trabalho, cada dia ouço mais meninas elogiando! Bjs

Oi, Anônima!
Que bom que vc está gostando dos posts, em breve voltarei com mais dicas sim! Bjs

Olá, Dr!
Obrigada pelo comentário e pelo elogio! É sempre bom ter profissionais como o Sr. comentando por aqui! Abs

Anônimo disse...

Tenho medo da dor

Anônimo disse...

parabéns gostei do seu site e das dicas

Daniela Barros disse...

Oi, anônima 1!
É normal ter medo da dor, mas tenho certeza que vc é capaz de superá-la. Relaxe, tome um banho quente, respire profundamente, pense em coisas boas e tente devagar. Aos poucos vc supera esse medo!
Boa sorte!
Bjs

Oi, anônima 2!
Obrigada pela visita!
Bjs

DGS28 disse...

Vcs mulheres tbm sentiam ou sentem pavor em imaginar uma penetração ? Travam, sentem náuseas, as pernas travam tbm ???

Anônimo disse...

tenho 23 anos, namorei com um rapaz quase 4 anos, perdi a virgindade com ele(ou pelo menos acho que perdi), e agora nao consigo mais transar com ninguem, e estou desconfiada de vaginismo, mas fico com muita duvida,pois todos casos que vejo na internet é de quem é virgem, e quando eu recordo dos momentos intimos com meu ex, eu acho que houve penetraçao completa, fui ao ginecologista e ele nao me falou nada, ate me encaminhou pra fazer uma transvaginal(nao sei como vai entrar né?)semana que vem irei de noo e falarei sobre o assunto. Acabei escrvendo muito, desculpa, pq estou muito nervosae confusa, obrigada, beijos

Anônimo disse...

Oie boua tarde tenho 12 anos i perdi minha virgidade mtoo nova i estou gravida ki remedio eoool posso tomar para matar o bb? obrigada mtoo obrigada estou precisando da sua ajudaaa

Anônimo disse...

achei muito bacana esse post!!! Parabéns

maris disse...

tive um filho normal outro sesariana, ate´ hoje prazer so de pernas trancadas, nunca vi o tal buraco,kkk meu deus eu so loca..meu acho q sou loca .

Anônimo disse...

Preciso de ajuda, meus grandes lábios não são totalmente colador em cima que no caso ficam duas pontinhas soltas, depois cola na parte de cima, isso é normal? estou tendo dores pra fazer xixi quando o xixi escorre nessa área, então não sei como era antes e ta assim agora! to com medo de ter arrebentado

Daniela Barros disse...

Oi, DSG28!
É isso mesmo que a maioria sente: uma sensação de pavor incontrolável ao pensar na penetração, aí os sintomas variam... tem gente que trava as pernas impedindo o parceiro de continuar, tem gente que começar a suar, se coçar, enjoa... cada mulher reage de um jeito mas o objetivo é sempre impedir que a penetração aconteça ou prossiga...

Oi, anônima de 05/09/11!
Com as informações que vc colocou, não dá pra saber se vc sofre mesmo de vaginismo ou não. Vc diz que não consegue mais transar, mas não explica como é que rola, o que impede na hora e tals... De repente pode ser pq vc num tá tão envolvida com a pessoa como estava com seu ex... sei lá... Mas, pra sanar sua dúvida principal: existe sim vaginismo em pessoas que não são mais virgens. Se quiser continuar a conversa, responda aqui ou me manda um email, ok? Bj
Oi, anônima de 28/12/11!
Sua pergunta foge totalmente do contexto do blog. Desculpe, mas não posso ajudar. Procure um médico ou alguma pessoa em quem vc confie para conversar.
Anônimo de 06/01/12!
Obrigada pelo elogio!
Oi, Maris!
Eu não entendi muito bem o que vc quis dizer com “prazer só de pernas trancadas”, dá pra explicar melhor? Mas louca certeza q vc não é, as mulheres são diferentes e sentem as coisas de maneiras diferentes...
Oi, anônima de 28/04/12!
Ao que tudo indica vc deve estar com alguma infecção, melhor procurar um médico. Quanto a anatomia da sua amiguinha aí debaixo, pode ser sim que ela seja diferente do desenho que eu postei, nem todas as mulheres são iguais, sabe? Tem algumas que tem os grandes lábios maiores, mais gordinhos, ou mais magrinhos... outras que tem os pequenos lábios tão grandes que eles “escapam” da “casinha” formada pelos grandes lábios e ficam expostos... Cada mulher é uma, nada melhor que um médico pra te ajudar! Bjs

Natali holanda silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

voce nos ajuda muito:)
obrigada

Anônimo disse...

Oi. Já iniciei o processo de autoconhecimento. Comprei até um vibrador pra ver se me ajudaria, mas não adianta, não entra. Entra só um pouquinho, depois de muito me estimular, e mesmo assim sinto um pouquinho de dor. Estou cansada de tentar fazer sexo e sentir dor. Estou quase adepta da abstnência sexual. Como é difícil, frustrante e vergonhoso este problema. Obrigada por ajudar com este assunto tão delicado.

Anônimo disse...

Esse primeiro passo é essencial! Estou na fase dos dilatadores... Não é fácil, mas, conseguimos ver avanços e ficamos mais motivadas! anna vou postar no blog todas as minhas percepções quanto a isso... É como tenho usado pra ficar mais fácil!

Bjos no coreeeee! Dri :] venceremos juntas!!!!

http://lutandocontravaginismo.wordpress.com

Anônimo disse...

Olá Meninas!
Eu sou casada ha 10 anos e nunca tive relações com meu marido!
Estou desesperada, tentei enviar um e-mail para a dona do blog mas ainda nao recebi retorno.
gostaria muito de ajuda, vcs tem mais experiência do que eu, nem sei o que fazer.
fico no aguardo!

Postar um comentário

Que bom que vc decidiu compartilhar sua luta comigo! Vamos vencer, tenho certeza!
Agora eu aprendi, então, depois de comentar, pode voltar aqui que vai ter uma respostinha minha, tá?
Bjs