sexta-feira, 25 de março de 2011

Post relâmpago

Oi, queridas!
.
Estou muuuito sumida, né? Me desculpem! É que eu mudei de departamento aqui na empresa e, além disso, começaram as aulas do mestrado e eu tô completamente louca com a quantidade de coisas que tem que ler, pesquisar e tudo mais, estou precisando muito me organizar, mas estou muito muito feliz! Graças a Deus tudo está dando muito certo na minha vida! :D
.
Acabei de voltar do ginecologista (aquele lá que eu falei no último post), vocês acreditam que até o pedido da fisioterapia uroginecológica eu deixei vencer? Pois bem, fui até lá pra pegar um novo pedido e agora tô correndo atrás pra marcar esse meu tratamento hoje!!! Quero muito fazer e depois contar tudo pra vocês, né?
.
Lembram-se que eu falei pra vocês que o Dr. abriu meu blog no dia daquela consulta? Pois é, eu falei pra ele indicar o blog quando tiver contato com alguma paciente que precise de ajuda... e num é que ele indicou? Ele acabou de me dizer que falou pra uma paciente acessar o blog e acompanhar e eu não estou atualizando? Credo, gente, que remorso que me deu! E aí pensando em todas vocês que estão na luta e precisam do meu apoio... Me desculpem, viu? Vou me esforçar e conseguir colocar toda a minha vida nos eixos! Quem me mandou email, por favor, aguarde que eu vou responder!
.
Volto em breve!
.
Bjs

65 comentários:

Luz disse...

Dani que bom ter vc de volta.

Luz

Tenho fè disse...

Oiii Dani realmente vc andava muito sumida!!!Mas tudo bem,quanto a minha história,eu ando respondendo todas as leitoras é muito emocionante ver as pessoas sabendo de tudo que passei!!!Obrigada Dani,estou muito feliz!!!BJss

Anônimo disse...

q bom abrir o blog e ver q vc está de volta!!!
Beijosss...
Denise

Ana Luz disse...

Olá!!!

Fiz um blog também hoje e gostaria muito de trocar informações com vocês!!!

Meu nome é Ana e meu blog é: http://www.abuscadacura.blogspot.com/

Meu e-mail: ana.srpq@gmail.com

Conto com vocês!

Beijos.

Daniela Barros disse...

Oi, pessoal!
Queridas Luz, Josi e Denise, obrigada pelo carinho! Fico muito feliz em saber que mesmo com o meu "chá de sumiço", vcs continuam vindo aqui! Obrigada mesmo!
A todas que comentaram algum dos posts anteriores, por favor olhem lá, eu respondi tudinho, tudinho! Agora vou pra segunda parte que é responder os emails que vcs me mandaram! Torçam pra eu conseguir colocar tudo em dia! rs
Ana Luz, vou colocar seu blog na minha listinha e visitarei assim que puder, ok? Boa sorte na sua luta!
Bjs

Ana Luz disse...

Oi Daniela!

Você é um exemplo de superação para todas nós! e espero do fundo do meu coração, um dia superar tudo isso da mesma forma.

Com certeza você consegue agendar um horário para ver a palestra! abriu as inscrições no dia 01/04...ligue lá assim que possível e marque um horário.

Estou contando as horas para terça feira! Vou passar pela triagem e finalmente começar o tratamento.

Comentei com a Maria (que esta no meu blog) que já me considero em tratamento...pois encontrar pessoas como vocês que entendem perfeitamente pelo que estou passando, já é por si só uma grande vitória.

Obrigada pelo breve retorno e espero que possamos manter sempre que possível contato.

Deus te abençõe.

Beijão.

Anônimo disse...

Olá!
Tenho 26 anos, sou casada há 7 meses. Me casei "tecnicamente virgem"...rs...
Tentamos algumas vezes antes do casamento, mas nada encaixava, achamos que era por nervosismo, sensação de estar fazendo algo "errado" e não nos importamos. Tive um casamento dos meus sonhos, lua de mel em Búzios, e lá nada de nada, só dor e dor...Já tinha relatado isso a varios ginecologistas e tds diziam ser ansiedade. Após o casamento procurei outra gine e ela me indicou uma sexologa. Faço terapia desde então.
Mas ando muito desanimada, triste, depressiva, me sinto a pior das mulheres, parece que nunca vou conseguir. Sou muito frustrada com isso.
Tenho uma marido MA-RA-VI-LHO-SO. super compreensível, amigo, companheiro...me apoia no tratamento, mas o fato é que eu me sinto mal.
Já consegui algumas melhoras, introduzi um cotonete e depois um dedo...qnd a psicologa passou pra dois, me desesperei, consegui uma vez só e doeu muito. Agora fazem 2 meses sem terapia, e praticamente sem os exercicios...
Desabafei, pq precisava disso...Leio sempre aqui, mas nunca comentei...sei que muitas se curaram, mas pra mim parece tão distante..

Daniela Barros disse...

Oi, Ana Luz!
Acredita que eu esqueci completamente de ligar lá e agendar a palestra? Meu Deus, como eu sou desmiolada! hahaha Será que ainda dá tempo? Vou anotar no celular, assim não esqueço! Depois conta como foi!
Bjs

Oi, anônima! Vc parou o tratamento? Não faz isso não... vc precisa continuar... tudo bem que doeu, que te assustou, que vc está com medo, converse isso com a psico, diga a ela que está assustada, ela vai te ajudar a trabalhar isso e se aprontar pra tentar de novo!
É assim mesmo, no começo é ruim, é estranho, é chato, é um monte de coisas negativas juntas, mas é uma fase pela qual vc precisa passar e tenha em mente que será muito gratificante quando estiver legal.
Vc vai sentir prazer, vai dar prazer ao seu marido e vai se sentir mais feliz e mais completa!
Não desista nunca e sempre que precisar, conte comigo!
Bjs
Dani

Anônimo disse...

Oi, Daniela

Foi um alívio pra mim descobrir o seu blog, descobri essa semana que tenho vaginismo após quase 8 anos de tentativas sexuais frustradas como 2 namorados diferentes. Como os meninos sempre foram muito compreensivos comigo achando que era falta de prática eu nunca pensei em vaginismo e eles também nunca ligaram muito em completar a relação, preferiam sexo oral, preliminares, etc.
O pior de tudo mesmo é o exame preventivo do qual tenho pavor absoluto, não consigo olhar o espéculo e fico tremendo...
O meu último preventivo foi há 3 anos atrás e foi horrível(tenho 28 anos) e quando fui marcar um pra esse mês eu tremia tanto que foi quando minha gineco associou à dificuldade do ato sexual ao exame ginecológico e daí o vaginismo. Espero muito poder me curar com o terapeuta que ela me indicou, mas ao mesmo tempo tenho muito medo de estar com alguma doença no colo do útero e não poder diagnosticar agora. O que me deixa mais calma é que meus outros exames deram normais e eu não tenho nenhum corrimento e nesses 3 anos também não tive relações completas, só a parte inicial do pênis.
Espero muito me curar como você, tenho li cada post do blog um a um e me aliviaram bastante, já que eu não parava de chorar desde que descobri o vaginismo e não consegui marcar o preventivo.
Muito obrigada.

Vivi disse...

Oi Dani, que bom conhecer vc e todas as outras meninas que participam do blog! Li todos os seus posts, desde o primeiro e foi ótimo pra mim saber que não estou sozinha. Nossa, ler os depoimentos de curas me deu muuuita esperança!!!
Sou casada ha quase 7 anos, me casei virgem e logo na "lua de mel" vi que tinha algo errado. Desde então busquei vários tipos de tratamentos até que encontrei o Pro-sex, um setor no Hospital das Clínicas que trata vários disturbios da sexualidade, inclusive o vaginismo.
Logo que eu iniciei o tratamento, em 2008, descobri que estava grávida e só no começo desse ano começei o tratamento de novo.
Estou fazendo o tratamento desde Fevereiro, e desde então tive alguns progressos. Boa parte deste progresso, devo ao seu blog e às suas dicas com relação aos exercícios, enfim, tudo que vc escreve me ajudou muito, li o blog todo em alguns dias e agora resolvi deixar esse comentário simplesmente pra te agradecer por esse trabalho lindo que vc faz, sem ganhar nada em troca, só pra ajudar pessoas com o mesmo problema.
Tenho certeza que assim como vc, todas nós vamos vencer!!!!!!

Anônimo disse...

Olá, há algum tempo vem observando vários blog sobre o vaginismo. Tenho observado que muitas de vocês, assim como eu, recorremos a vários atendimentos médicos com ginecologistas, os quais(muitos) não diagnosticaram o vaginismo e através de blogs, google descobrimos o que realmente temos.Desde a minha adolescência quando ia a ginecologista coletar material com o cotonete, sempre era aquela agonia(tremula, sudoreica),mas com muito esforço de minha parte, conseguia fazer uma pequena coleta. Daí aos 26 anos tentei pela primeira vez ter uma relação sexual com meu namorado e não consegui. No momento, eu e ele acreditávamos que o fato podia ter acontecido por estar ansiosa, etc. Observava que todas as minhas amigas diziam a mesma coisa: que a 1ª vez doia, mas nada de exagero que fosse impossível de não se aguentar. E eu pensava...mas gente, não tem como, é algo desproporcional, algo que eu não consigo, por mais que eu tente e muitas vezes lubrificada, excitada, relaxada, o pênis em nada progredia(nada mesmo!!). Após um ano e meio nessa, resolvi procurar uma ginecologista, ela muita sucinta, considerada como a "ginecologista" resumiu dizendo que provavelmente isso estava acontecendo por algum corrimento que poderia estar causando um aumento de sensibilidade na minha genitália. Certo, vai eu tomar medicação, fui muito confiante na próxima tentativa e NADA! Procuro uma nova ginecologista, ela me perguntou se eu tinha pânico no momento da relação sexual e eu a disse que não, ela me respondeu que tentariamos fazer um preventivo com especulo pequeno(citologia oncótica) e lá vai eu ficar na posição ginecológica com as coxas mais trêmulas do mundo e ela introduziu um pouquinho do espéculo e logo que ela me disse que tinha colocado um pouco, a dor se tornou algo insustentável e ele resolveu retirar e disse:" isso aqui é só medo, seu parceiro terá que ter calma e aos poucos você vai conseguir, vc NÃO TEM NENHUM PROBLEMA", mais uma espera, tentativas intermináveis, angustias,choro, medo de NUNCA CONSEGUIR SER PENETRADA,desânimo, evitação de iniciar uma relação e nisso se foram 2 anos. NO 3º ano, cheguei ao meu diagnóstico sozinha(internet,livros), eu tinha VAGINISMO, nossa! Se eu disser que fiquei feliz pela descoberta, estaria mentindo, sabia que para eu me tratar, não seria como uma doença que se toma um remédio e cura, teria que ter paciência, ser forte, vencer todo dia uma etapa( que para muitas vezes, é um nada!um cotonete, um aplicador vaginal e assim vai),mas que para mim seria muito. Pesquisei tudo de vaginismo, mas eu ainda tinha aquela esperança de não ser, embora soubesse que era.rs Procurei então uma sexologa( apenas meu namorado, que é o mesmo desde o início, pessoa singular na minha vida e algumas amigas próximas, as quais sempre acharam que eu era mole p não aguentar aquela dor da penetração)e vi na internet uma sexóloga e liguei p ela. O telefone não atendeu, fiquei num alívio por isso, estava com muito medo da minha 1ª consulta, muito mesmo. E após passados umas 3h, resolvi novamente ligar, pois vinha na minha memória toda a minha angústia de tentações frustradas e meu namorado numa luta comigo, tentando muitas vezes me colocar para cima e dizendo que isso ia passar.Aí liguei de novo, a médica me atendeu e eu marquei a consulta.Chegando lá...
CONTINUA...

Anônimo disse...

CONTINUAÇÃO...
Chegando lá, achei tudo muito diferente(ambiente, muitas perguntas sobre tudo da minha vida, minha família-mãe muito controladora) e meu namorado foi comigo. Ela pediu que nós dois respodessemos um questionário e me explicou sobre o vaginismo.Fiquei meio nervosa para contar minha história, pq ali então tinha chegado a minha hora... de compartilhar com quem entendia meu sofrimento e que poderia me ajudar. Ela me acalmou muito, me disse que dentre as causas de disfunção sexual, o vaginismo é uma das causas mais “fáceis” de tratar, mas que a caminhada seria longa, teria que ter paciência para eu fazer os exercícios( tarefinhas de casa) e que no início desses exercícios seria comum, o medo, a vontade de desistir e o pensamento de que eu não ia conseguir fazê-los iriam pairar, mas que eu acreditasse em mim e tentasse sozinha e depois com o meu namorado vendo e tentando também e assim eu começava a minha terapia no dia 12 de Maio de 2011.Que alívio e desespero ao sair da consulta, será que eu ia conseguir fazer aquela tarefa???? Mas eu pensava, tudo eu posso, e ainda que eu não consiga, eu terei ela que poderá me ajudar a executá-los. A primeira consulta foi numa quinta, eu com medo, não fiz a tarefa, nem quinta, nem sexta e nem sábado. Coloquei mil desculpas por isso, pq eu tinha curso, pq eu estava cansada, pq isso e pq aquilo, até que no domingo, assim que acordei, eu pensei. Poxa! Tudo está em minhas mãos, é possível, a minha vagina é elástica, o medo é que está me impedindo de eu alcançar o que no momento mais quero na minha vida e imediatamente levantei e fui fazer o exercicio e olha, foi tranquiloooooooooooooooo. Nuss!! Que felicidade! Daí fiz naquele dia e no 2º dia, quem disse????Não consegui. Fui dormir péssima, fiquei desanimada demais e no 3º dia estava tão focada, pensando que eu ia consegui q eu consegui e a partir daí eu não tive mais trabalho com essa tarefa e meu namorado começou a introduzir o cotonete tb e assim fui p minha 2ª consulta 15 dias após a primeira. Novamente, ansiosa e pensativa, meu Deus...o q será que hoje ela vai me pedir de tarefa. E eis que ela me pede que eu deite na maca com meu namorado do lado em pé vendo toda a cena( com meu consentimento, é claro) e ela me explica que vai fazer uma avaliação do meu hímen. Ela avalia e diz que minha próxima tarefa é o aplicador vaginal.Pronto! Nesse momento, eu comecei a ficar suando, as coxas um pouco tremula e pensando, meu Deus do céuuuuu e agoraaaaa??? Daí ela me disse, vamos fazer um treinamento, você vai puxar o ar(inspirar), contrair os músculos e segurar um pouco e soltar de uma vez, umas 4x. Eu fiz assim e num momento ela disse , vamos agora eu vou introduzir o aplicador e caso você sinta dor, vc me diz, certo.E aí puxei o ar , segurei e soltei de uma vez e ela introduziu um pouco.Nao senti nada, e ela" de novo”), fiz do mesmo jeito e ela introduziu mais um pouco, até quando ela disse que era p eu olhar e lá estava o aplicador introduzido e eu nada tinha sentido de dor. Gente, nada de dor eu senti. Quando vi aquilo, eu fiquei tão feliz e vi que naquele momento eu poderia tudo. Voltei para casa com essa tarefa p fazer.Na sexta, tentei fazer e nada.Eu quando estava quase desistindo, já tinha arrumado tudo p guardar, sentei na cama de novo e tentei mais uma vez e não é que conseguir? A partir desse dia, eu resolvi que não ia ficar um dia sem tentar, mas todos os dias a respiração(inspira,segura e expira) são fundamentais p iniciar a introdução do aplicador.Vejo que no início, existe um pouquinho de resistência ( local das membranas), mas que logo depois passa que nem sinto mais nada. CONTINUA...
BELLE

Anônimo disse...

CONTINUAÇÃO... LEIA OS DOIS ÚLTIMOS POST P ENTENDER A HISTÓRIA..rs
Agora, próxima quinta(09 de Junho) estarei na minha 3ª consulta, pra variar, muito ansiosa e na expectativa da minha 3ª tarefa. Nesse meio tempo, não tenho tentado penetração nenhuma( mas tb já tem é tempo que não tento mais, só me frustava mesmo) e fazendo os exercícios quero fazer tudo dentro dos conformes. Então, quero deixar para vocês assim, olha ter vaginismo não é fácil. Só quem teve ou tem sabe a dor que se tem(literalmente) você querer ter uma relação sexual com penetração e não conseguir.Fundamental é procurar ajuda, iniciar a terapia e fazer corretamente os exercícios pessistindo, se um dia vc não consegue, ainda que bata o desespero, pense que você é capaz, você vai conseguir sim. Os exercícios vão te ajudar para dessensibilizar a região da musculatura pelvica que fica contraída no momento que achamos que vai acontecer a penetração. Eu penso todos os dias, estou numa longa jornada, mato um leão por dia após cada exercício realizado,mas já comecei a dar os primeiros passos e com fé em Deus daqui uns meses, estarei também curada.Sei que é possível. Vamos acreditar!!

Força, perseverança e paciência chegaremos na cura.
Beijo grande em todas vocês!!

"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."
(Cora Coralina)

Belle

Anônimo disse...

Olá Dani,
Descobri meu vaginismo à 4 anos, porém sempre tive vergonha de procurar ajuda, mas vendo seu blog, decidi e à 1 mês comecei terapia, já fiz o exercício do espelho e do cotonete e até que foi bem positivo, agora comprei o OB, ele será o próximo passo. Gostaria de saber onde encontrar os dilatadores. Procuro na internet e não consigo encontrar, por favor nos indique algum lugar para compra.
Obrigada! Beijos
Ju

Anônimo disse...

Belle,
Estou com dificuldades de encontrar estes aplicadores ou dilatadores.. sei que vc postou no blog a pouco tempo, por favor os blogs tem demorado para me responder, sua médica te deu ou vc comprou se comprou poderia me indicar? Estou no mesmo passo que vc... Obrigada! Ju

Anônimo disse...

Oi Ju,

Não menina, não são dilatadores não. Sou aplicadores de creme vaginais normais, aqueles que as mulheres "normais" usam p fazer aplicação de creme vaginal. Já fui a minha 3ª consulta e minha 3ª tarefa foi um dedo, eu sozinha e depois, quando me senti segura meu namorado.Quem fez pela primeira vez foi minha médica, senti um leve desconforto, mas depois foi super tranquilo. Já fiz sozinha e estou ainda mais segura, persistente nos exercícios e confiante na cura.
Olha,não pule etapas!! Faça conforme a orientação médica ou fisio recomendou para você, ok?!

Bju,

Belle

Marta disse...

olá a todas! A minha história é identica à de todas vocês, anos de frustração, de sentimento de solidão... e de vitórias (elas acabam sempre por chegar!).
Tentei iniciar a minha vida sexual com um namorado, tinha eu 16 anos, na altura foi o que todas sabemos: dor, desconforto, e o meu corpo como uma barreira impenetrável. Durante algum tempo acreditei que era nervosismo, receio, e que se relaxasse que conseguiria. Esta relação durou 6 anos,e ele nunca me cobrou, nem me pressionou. Confesso que nunca houve muitas tentativas, uma vez que era uma situação desconfortável para os dois. Um dia estava a fazer zapping, quando paro num programa de treta, feito para mulheres, onde uma terapeuta sexual explicava uma doença chamada Vaginismo. Todas as descrições correspondiam aos meus "sintomas". Fiquei chocada, apercebi-me que realmente tinha um problema e decidi procurar ajuda. A ginecologista não quis diagnosticar o vaginismo porque eu conseguia introduzir um dedo e um tampão OB dos grandes sem dor. Entretanto essa relação terminou, calculo que em grande parte por não termos uma vida sexual dita "completa". Durante 1 ano fiquei sozinha, a temer o momento em que me apaixonasse e tivesse de contar, ou sabotar a relação por falta de coragem em admitir, e em lutar. Entretanto conheci um homem, que me seduziu e me conquistou. Tentei resistir de todas as formas possíveis, não queria apaixonar-me porque sabia que ia sofrer, ele podia não aguentar o castigo que é o vaginismo. Não resisti e acabámos por começar uma relação. Durante cerca de 3 meses só demos beijos e amassos, conhecemo-nos muito bem e eu fui ficando cada vez mais apaixonada por ele. Quando começamos a ter relações sexuais, era na base do sexo oral, masturbação, etc. Fizemos isso durante 3 mesmes. Eu acho que ele sabia que se passava alguma coisa, e ao contrário do meu ex namorado, passava muitas vezes o penis pela minha "pipoca" (LOL) e acredito que acabei por fazer a dessensibilização que vocês tanto falam, sem o saber. Uma noite tinhamos ido sair, eu tinha bebido um bocadinho mais do que devia, e ele também, enrolámo-nos, muita tesão à mistura e ele penetrou aquele bocadinho que já era hábito (só a cabeça). Eu estava por cima e comecei a rebolar para baixo e ele começou a entrar mais um bocadinho. Confesso que o alcool ajudou, estava mais relaxada mentalmente. Lá em baixo doia, não vou dizer que não, mas não era nada de insuportável. E uma questão fundamental é que era eu em controlo, ele não mexeu um musculo. Só nos iamos beijando. Sei que tanto rebolei que acabei por o meter todo. Quando senti com a minha mão estava todo desatei a tremer. Ele começou muito lentamente (muito mesmo) a mexer-se, e eu sentia. Era desconfortável e não me aguentei muito tempo, mas estava tão feliz que não me importei. Essa foi a primeira de muitas. Estou curada, ainda me é desconfortável assim que ele entra, mas depois passado um bocadinho a tesão fala mais alto. Continuo a ter de começar em cima e depois podemos mudar de posição e tenho sempre de ser eu a colocar o pénis na minha pipoca. No meu caso acho que ajudou não ter posto o peso da doença na minha relação. Estamos juntos e felizes, e um dia hei de lhe contar :) força a todas!

Anônimo disse...

Oi Belle,
Adorei sua história. Força minha amiga!!! Vc vai conseguir!!! Está determinada!!!
Como anda o tratamento? Qual o seu email?

Bj
K.

Anônimo disse...

Olá K,

Que bom que gostou. Meu tratamento está indo bem,graças a Deus. Fui a minha 3ª consulta e minha 3ª tarefinha de casa, foi eu colocar um dedo na vagina. Minha sexologa fez a 1ª vez, qdo ela me disse isso, na mesma hora pensei...vai doer e ela não vai conseguir introduzir o dedo. Fiquei na posição ginecológica, fiz minhas ILUMINADAS respirações e ela começou a introduzir o dedo...incomodou, mas logo depois ela tirou e colocou mais duas vezes e eu nada senti. O problema é o MEDO, aprender a dominá-los em certos momentos está sendo crucial. Ela pediu que eu colocasse o meu dedo e quando me sentisse segura e confortável meu namorado fizesse em mim. Eu sair da consulta, pensando lá no fundinho que talvez não desse certo isso...mas eu fazendo deu sim, não senti nada,é algo estranho, sentir a minha vagina no meu dedo, mas não é doloroso. Meu namorado começará a fazer a tarefa essa semana e dia 07 de julho irei p minha 4ª consulta. Tinha um intervalo grande entre a 3ª e a 4ª consulta, viajei, mas meus exercícios estão sempre presentes.rs Só uma dúvida, você teve/tem vaginismo?
Obrigada.

Bju

" Por mais longa que seja a caminhada o mais importante é dar o primeiro passo."

(Vinícius de Moraes)


BELLE

Anônimo disse...

Oi Belle,

Que bom que está evoluindo nos exercícios!! Pode ter certeza que a cura está cada dia mais perto.
Temos um grupo de debate sobre o assunto...somos aproximadamente 18 meninas com este probleminha. Acho que seria legal sua participação. Por isso te perguntei sobre o email.

bj
K.

Anônimo disse...

Oi K,

Acabei que falei do tratamento e esqueci do meu e-mail.rs Meu e-mail é: bellewg2011@hotmail.com

Fico no aguardo de um contato seu pelo e-mail.
Obrigada!!
Bju

**BELLE**

jeringas de insulina disse...

I just read the next few paragraphs. It is my opinion you add a considerable amount of energy to build this particular article. I really thank you for get the job done

Anônimo disse...

Olá meninas boa noite!! já tem alguns posts meus aqui, meu nome é Aline, sou casada e convivo com o vaginismo a 3 anos (desde que casei). O post de hoje é mto especial pra mim, ainda não é minha cura mas estou mto confiante de que seja um grande passo rumo a mesma. Desde que descobri o vaginismo tentei todas as formas possiveis de vence-lo: terapia, exercicios com os dedos (meu e de meu marido), exercícios com próteses, até remédios receitados por um psiquiatra eu tomei!!!srsrsrs Mas infelizmente eu não avançava no tratamento!!Conseguia ir até o limite do rompimento do meu himem, que pra mim, era grande motivo de pavor!!Eu simplesmente travava!!na minha cabeça o romper do himem seria uma violência(pra mim seria me rasgar, era isso q eu pensava), ia sangrar mto e doer mto!! sabemos que nem sempre essa realidade é verdadeira, mas nem mesmo a terapia conseguiu me fazer mudar de pensamento...rsrs
Pois bem, já de saco cheio, angustiada, e tudo mais, depois de mais de 3 anos de tentativas frustadas, tomei uma decisão e hoje dei o grande passo que me referi acima: fiz um procedimento cirurgico para romper meu himem! Sei que todos os médicos não acreditam que isso leve a cura, sei que a maioria de nós já ouviu falar que o problema não é o himem e sim a cabeça da gente...mas eu tanto insisti, que minha ginecologista aceitou fazer!! Estou mto feliz e confiante, sei de pessoas que deu certo esse procedimento e tenho certeza que pra mim vai dar tb!!tirou um peso da minhas costas saber que aquilo que eu mais temia, não esta aqui mais!!Não estou me iludindo achando que agora ja vou sair pendurando no lustre com meu marido...rssrr...mas vou relaxar bem mais, inclusive com os tratamentos, que pretendo seguir...inclusive hoje fiquei sabendo que finalmente temos uma fisioterapeuta especializada nessa área na minha cidade, inclusive ja marquei 10 seções com ela....mas dessa vez vou leve, sem medo de ser perfurada, rasgada ou sei lá mais o que, que passava na minha cabeça....rssrsrsr
Se alguém ficou com dúvidas a respeito do procedimento, foi bastante simples viu?? fiz com anestesia local, no consultório da médica mesmo..só senti a picada da anestesia e depois mais nada...foi bem rapido (acho q uns 5 minutos) e agora só esta ardendo um pouquinho, bem pouquinho!!
Bem, é isso!! gostaria de dividir com vcs esse meu momento, pois de fato nunca me senti tão confiante de que agora vai!!!e se não for, eu vou continuar tentando, pois vou fazer de tudo para superar esse fantasma do vaginismo em minha vida!!!
Espero logo estar postando aqui pra vcs a cura de fato...hauahauhauahua
Peço que torçam por mim, pois sempre estarei torcendo por vcs!!
Bjos a todas!Aline

Anônimo disse...

Aline,

Li o post acima. Nossa Aline, estou no momento crítico da minha terapia. Estou fazendo os exercícios com o dedo sabe, introdução dos dois dedos, e na consulta com a sexóloga, ela me disse que com dois dedos poderia romper ou não o maldito hímen,kkkkkkk e poderia sangrar um pouco. Mas tb isso poderia não ocorrer. Pronto! Isso para mim na hora que ela me disse,não soou muito legal. Fiquei meio assim sabe, aqueles velhos pensamentos do vaginismo( de ser rasgada, que vai ser muito doloroso, que vai ser uma violência como o meu corpo e etc) começou a rondar meus pensamentos todos os dias. Minha consulta foi quinta passada e pela 1ª vez na terapia eu não conseguir até agora concluir o exercício, pois logo que introduzo os dois dedos, começam os pensamentos, eu sinto incomodo e os dedos não progridem. A sexologa disse que até preferiria que meu hímen rompesse para que quando ela me liberasse para a penetração isso já facilitaria. Eu acho que ela disse isso, pois viu no meu rosto que na hora não gostei nada da idéia e disse isso na tentiva de que se isso acontecesse, eu pensasse que seria bom. Sinceramente, não me ajudou não,me bloqueou. Penso igual a você, qto ao hímen. Mesmo sabendo que mesmo sem hímen o vaginismo permanece, mas sei lá...é menos uma coisa p eu me preocupar e ficar encucada. Tô fazendo e introduzindo até o tanto que eu consigo, fica parecendo um anel impedindo a progressão do dedo no canal da vagina e eu com medo não estou indo mais a fundo, pq tb arde.
Ave, estive tão animada, mas dei uma desanimada geral com esses pensamentos voltando a minha mente. Agora, esperar dia 21/07 p ir lá na consulta e dizer todas essas coisas que aconteceram desde a última consulta. Um verdadeiro banho de água fria, estava vindo num ritmo tão bom e de repente tinha um queda brusca.É, só me resta perseverar e acreditar que eu posso conseguir, se eu tentar e isso é fazendo os exercícios. Poxa!! Olha, acredito que por vc ter passado por várias etapas o q te bloqueava vc já eliminou, então pense positivo viu...a sua cura deve estar muito perto. Agora o caminho está livre, não existe mais uma barreira,pense assim, pq o restante é só a cabeça mesmo.
Boa sorte, manda notícias de como você está.

Bju,

BELLE*

Anônimo disse...

Oii Belle, obrigada por responder meu post!!
Então amiga, não desanima não!! Acho que faz parte do tratamento esses momentos de altos e baixos...passei mtoo por isso!! Mas realmente temos mto em comum...eu tb conseguia introduzir dois dedos, conseguia tb a penetração com meu marido, até sentir que o pênis dele, era barrado nesse mesmo anel que vc relatou....e pensava: se passar daqui vai sangrar! terriveel!! ja travava na mesma hora!! conversei com muitos médicos sabe, só aqui na minha cidade passei em 9....e uma, em uma cidade vizinha. A maioria deles sempre falou que a cirurgia não resolveria meu problema, exceto essa médica de outra cidade, que mencionou dois casos em que ela fez a cirurgia e teve sucesso...inclusive disse assim: "mtas meninas travam por causa do himem...imagina, uma pelezinha! a gente tira ela e pronto" e me sugeriu a cirurgia...fiquei meio com medo (afinal todos os outros eram contra) mas fiquei de pensar! Como vi que já estava a muitoo tempo nessas tentivas frustadas pensei: eu não tenho nada a perder!!vou tentar! se der certo ótimo, se não der igualmente ótimo! pelo menos ficarei com uma preocupação a menos na hora de seguir com a terapia....Beleza, decisão tomada decidi procurar a minha médica, que me acompanha desde os 16 anos (tenho 29). Ja cheguei lá falando que queria fazer a cirurgia e que queria q ela fizesse e ela pra minha alegria aceitou, na condição de eu fazer as 10 seções de fisioterapia após a cirurgia. Ela tb me falou que recentemente operou uma outra moça e que deu certo!
Não quero aqui fazer apologia a cirurgia..longe disso! O tempo todo minha médica foi bem franca comigo, conversou inclusive com meu marido e foi bem clara: é uma tentativa que pode dar certo ou não! não vamos colocar muitas expectativas sobre isso!!
Mas é aquilo que falei antes: já tentei de tudo! não tenho nada a perder e não me arrependo do caminho que escolhi! vou tentar de tudo, tudo mesmo que for possivel, pra me ver livre desse fantasma!! e tenho certeza que vou conseguir!!
Estarei sempre na torcida por todas vcs!!
E vou estar sempre postando aqui, minhas evoluções!!
Bjooo e sucesso pra todas nós!
Aline

Anônimo disse...

oiiiiiiiiiiii... esta ai

Anônimo disse...

Oii meninas, eu novamente!! aki estou eu novamente pra relatar meu primeiro progresso!! estou mto feliz!! acabo de sair do banho, e consegui colocar uma protese inteira que antes eu não conseguiaaaa!! ela não é mto grossa, deve dar 2 dedos somente, mas antes eu só consegui colocar ela até a metade, até menos!! hoje no banho eu tentei e consegui colocar ela inteirinha!! sem dor e sem dificuldade....com um pokinho de medo confesso, mas consegui!! na hora de tirar ardeu um pouco e depois sangrou.. :( ainda bem q estava no banho e o sangue se misturou com a agua...rsrsrs...nem deu pra ver direito!! mas não senti dor e estou mto satisfeita com meu primeiro progresso!!!rsrsrs e lá vamos nós!!
bjos a todas!

Anônimo disse...

esqueci de assinar...rsrsr
Aline

Anônimo disse...

É isso mesmo Aline, temos que continuar tentando e acreditando. Eu tenho 27 anos, e estou nessa há 03 anos, mas procurei ajuda há 02 meses.Qto a terapia, eu ainda estou travada nos dois dedos, sinto aquele anel e logo penso na droga do hímen(doer, sangrar, rasgar) e aí travo, começa a me incomodar, me dar uma agonia e tiro os dedos. O pênis eu não tentei, ainda não fui liberada pela sexóloga. Vou conversar com ela sobre essa questão dos meus pensamentos e talvez converse tb da cirurgia, mas sabendo que não é o hímen que causa o vaginismo em si. Só que penso como você, é menos uma preocupação que tenho. Olha, p mim, embora eu esteja nesse momento um pouco pra baixo, eu vejo que p mim já foi evolução demais. Aplicador vaginal??????? Deus me livre!!! Dedo então, nunca tinha colocado antes, e hoje é super tranquilo. Não sinto nenhuma dor nem incomodo, mas os dois dedos, ainda estão me deixando de cabelo branco.rs Sei que quanto mais eu fizer os exercícios, mentalizar minha vagina e meu hímen elásticos, com o tempo serão tranquilos tb. Vamos indo...
Manda notícias de como anda sua "recuperação" e o sua terapia.

Beijos!!

BELLE*

Anônimo disse...

Rs!! Quando estava escrevendo o outro post, você mandou o post. Mas vc já está tentando, mas ontem não foi a cirurgia?rsrrs
Certinha, olha aí que coisa boa. Fica tranquila, vc já está perto viu. Vai tentando e tb não deixe de fazer as fisioterapias. Vão te ajudar ainda mais.

Bju
Belle*

Anônimo disse...

Querida Belle, então...
Eu namorei 4 anos antes de me casar e ja estou casada a 3...casei virgem e acreditava que era por opção religiosa, mas depois a terapia me mostrou que essa era apenas uma desculpa pra eu evitar o contato sexual...com 3 meses de casada procurei o primeiro médico (que não foi a minha ginecologista, pq até dela sentia vergonha de estar a 3 meses casada e virgem) e ele logo de cara diagnosticou o vaginismo....então a minha "peleja" me parece ser um pouco mais longa que sua..Digo isso, para te motivar, afinal em 2 meses de tratamento vc já teve ótimos, excelentes avanços!! eu demorei anos pra chegar no ponto que vc esta!!!rsrsr Eu acho que vc poderia seguir o caminho que esta seguindo que tem tdo pra dar certo!! os momentos de desanimo fazem parte!!os dilatadores que a Dani ja citou aqui no blog, são mais dificeis de conseguir, mas não sei se na cidade que vc mora tem sex shop, mas se tiver vale a pena uma visitinha! Eu comprei na minha cidade um verdadeiro kit de penis...rsrsrs...de varios tamanhos e espessuras e eles me ajudaram demaaais!!! e claro com mto lubrificante!!
até mesmo na net a gente consegue comprar vários destes!!
Eu creio que vc esta no caminho mais certo e que vc vai conseguir logo logo sua cura!!Mas acho válido sim vc levar esses questionamentos para sua sexologa, vai que ela tb concorda e acha q a cirurgia tb pode te ajudar??quem sabe né?
Vamos continuar na fé e na esperança que nossa cura esta perto! mto perto!!
bjooo
Aline

bjooo

Anônimo disse...

Rsrsrsrs já estou menina, posso partilhar aki um pensamento imbecil mas que eu tive??rsrsrs
a médica me receitou Bepantol, pra passar no local da cirurgia pra ajudar a cicatrizar e disse que qdo eu passasse era pra dar uma estimulada de leve....ai sabe o q a bobinha aki pensou?? "meu Deus e se esse negócio cicatriza fechado??? vou ter o trabalho de abrir novamente??" hauahauhauahauah é engraçado, mas pensei! por isso dei uma tentada com a prótese hoje, mas depois do sangue, vi que o local ainda esta sensivel...hauhauahauahau
Bjoo
Aline

Anônimo disse...

Gente eu tenho uma duvida , ja escrevi no blog antes, mass tavlez ninguem tenha lido, foi em outro post, bom, eu vou usar um pseudônimo, tenho 25 anos, sou a anonima persistente, falo isso pq foi mto dificil pra mim assumir q tinha isso, alias eu nem sabia o q era, comecei a pesquisar no google assim, dificuldade de sexos, virgem aos 25, e coisas do tipo, sentia pavor d qq exame ginecológico, até os mais simples, tanto é q nunca fiz papanicolau, apesar d ate agora nao ter sido obrigatorio, no entanto, eu tenho tnentado ter relacoes com meu namorado ha mto tempo, e ele sempre mto paciente comigo, e agora q descobri isso e qdo troquei de ginecologista ela me confirmaou procurei uma fisioterapeuta por uma indicação d uam amiga , a unica pessoa q sabe q tenho iso alem d mim e afisio... ja fiz 2 sessoes e gostaria de perguntar , gente ela diz q o maximo q pode entrar é ate um dedo, e q dpois é mais facil pra entrar o resto, e q o resto é comigo e meu anmorado, gostaria d saber d vcs, realmente é meia facil o resto mesmo? estou curioisa, por mim perdia a virgindade com os aparelhos mesmo, so prq eh mais facil com oso aparelhos do q com meu namorado. Mas, ela falou q por enquanto eh melhor nao tentar, e qdo der pra mim tentar com ele ela me avisa, q o objetivo das sessoes eh fazer com q eu nao sinta mais dores, nem com o aparelho, e eu notei q ja na segunda sessao, ela massagenado realmente a dor ia diminuindo... bom por favor me respondem, e se alguem nao quiser falar por aqui, sugiro que por favor mandem um endereço de msn pra trocarmos informações, obrigada, e boa sorte a todas...
POR FAVOR Me respondam este topico aguardo ansisosa... Parabéns ao blog, aos relatos, e a todas as corajosas daki

Anônimo disse...

Olá anônima persistente, lendo seu post pelo que entendi sua fisioterapeuta disse que depois que entrar um dedo o resto é com você???entra o resto? Olha, não é bem assim. No meu caso mesmo, nunca tinha tentado colocar nada na minha vagina e isso me dava maior pavor. Então nunca coloquei, comecei a terapia e o que minha sexóloga me passou foi que ela iria começar com os exercícios, os quais iniciaram com a introdução de um cotonete, que p mim já foi grande coisa e agora estou com dois dedos. Até um dedo p mim foi tranquilo, sem dor, as vezes incomodo, mas sem dor. E com dois dedos, não tenho conseguido introduzir tudo e isso não tira a responsabilidade nem minha, nem da minha sexóloga e nem do meu parceiro. Não assuma essa tarefa sozinha, por isso mesmo você está fazendo a terapia. Converse com sua fisioterapeuta sobre essa questão. Se depois de um dedo ficasse só pela minha conta, eu estaria ferrada e não ia conseguir me curar não. A largura de um pênis não é um dedo, rs. E estamos fazendo a terapia p conseguirmos a tão sonhada penetração, dessa maneira é fundamental os exercícios p conseguirmos a dessensibilização da área, além de trabalharmos esses pensamentos do vaginismo(desproprocionalidade vagina/pênis; que vai rasgar; que sempre vai doer...) Enfim, converse com ela, como poucas pessoas sabem do seu caso( o que é normal acontecer) os nossos terapeutas são as pessoas que podem nos ouvir, orientar e incentivar, aproveita isso viu.

Bju, continui lutando...

BELLE*

Anônimo disse...

Aline,

Sabe que também pensei isso, a cicatrização. Mas logo lembrei que não, já vi vários relatos de pessoas que após a 1º relação sexual, as próximas foram tranquilas. É só encucação da cabeça da gente mesmo. Fica tranquila, qto a isso. Menina, estou ansiosa p a chegada do dia da minha consulta. A última vez que fiz os exercícios foi terça-feira, dei uma parada, estava fazendo mesmo menstruada, mas percebi que estava ficando dolorida e aí p não ficar com mais um incomodo, dei uma parada, mas programei que amanhã eu volto a fazer os exercícios, pois ela já foi. E também estarei mais animada p continuar as tarefas.
Beijos,

Belle*

Anônimo disse...

Anônima persistente, eu acho que vc deve sim continuar tentando a terapia e seguindo o que sua fisio pediu pra vc fazer, uma passo de cada vez. Sobre 1 dedo e o resto eu acho que isso é mto relativo e vai de pessoa pra pessoa...por exemplo, eu conseguia colocar dois dedos meus até a metade mais ou menos, tranquilamente...mais que a metade (dos dedos) não passava. Em compensação, um unico dedo do meu marido já era o suficiente pra me deixar mega master incomodada!!Como já relatei anteriormente, aqui na minha cidade praticamente não temos profissionais nessa área, especializados nisso...nem terapeutas, nem fisioterapeutas, até mesmo alguns ginecologistas que consultei me pareciam bem mais desinformados que eu sobre o assunto. Ou seja, vcs que têm acesso a esses profissionais, tem que aproveitar ao máximo!! fiquei sabendo recentemente que agora tem na minha cidade uma fisioterapeuta especilizada nesses tratamentos, inclusive ja marquei minhas seções...embora tenha retirado meu himem via cirurgia, pretendo fazer essas seções antes de tentar a penetração com meu marido, pois sei que este é um recurso que vai me ajudar!! Então aproveite!! já que tem esses profissionais a sua disposição tente seguir o que eles te orientam, mesmo que a primeira vista, pareça estranho...maas, se vc achar que ta estranho demais, acho que vale a pena vc tentar uma segunda opinião!!
Boa sorte no seu tratamento e continue a perseverar!!
bjoo Aline

Anônimo disse...

Querida Belle, qtos medos assombram nossa idéias né?? fala sériooo!! ahauahauhauahau acho que acima de tudo, nós que sofremos de vaginismo temos uma cabecinha complicada demaaais!!! hauahauahaua mas Deus te ouça viu?? hoje não fiz nenhum exercício não, fiquei com dozinho "dela" acho que ontem peguei pesado demais...rsrsrs...mas amanha "ela" não escapa!!É isso aí!! não desanime dos exercícios não, eles são a chave para o sucesso!! parabéns pela sua força de vontade em conseguir treinar até mesmo menstruada...eu nunca consegui!! eu ficava com a sensação deu que a vulva ficava meio inchada e dolorida, então nem tentava!! tenho certeza que vc terá sucesso no seu treino de amanha, ficarei aguardando seu post pra contar como foi! sua próxima consulta é dia 21 não é? tá aí já! passa rapido...
Amanha apareço com novos posts pra contar como foi meu dia tb!!!
bjooo Aline

Daniela Barros disse...

Oi, "anônima do preventivo" (desculpa, mas tenho que nomear de alguma forma, rs)
Olha, para mim foi super tranquilo fazer o preventivo, super mesmo! Acho legal fazer com o gineco mesmo e não em laboratório, pq o gineco tem mais cuidado, mais calma, paciência... mas se vc não tem nenhum corrimento, se os anteriores deram ok, acho que seria legal vc buscar o tratamento com o terapeuta primeiro, assim vc tem mais chances de dar tudo certo e superar esse trauma de uma vez, né? Não desiste não, persiste pq a cura tá aí ao seu alcance, viu?
Bjs

Oi, Vivi!
Que prazer em saber que de alguma forma o blog te ajuda! E que bom que vc retomou o tratamento, né? Esse trabalho que vc mencionou do HC é o tal Projeto Afrodite? ou é outro? Tô pra ir até lá, mas ainda não consegui tempo pra agendar... depois me manda um email contando um pouquinho como é, quem sabe escrevemos um post sobre isso pra ajudar mais gente que não conhece?
Ah! E eu só queria te dizer que eu recebo muito em troca de ajudar vcs! Cada vez que eu leio que alguém resolveu o problema e q de algum jeito eu contribui é como seu eu ganhasse o dia! É uma sensação maravilhosa saber que posso ajudar vocês e isso paga até demais o meu "trabalho"! Vamos nos falando, tá?
Bjs

Oi, Belle!
Menina, que comentário enooormeee! hahaha Na verdade, tava mais pra post, né? Foi um depoimento! Eu adorei sua história e me identifiquei com quase tudo! Eu acho que eu era 99% igual a vc! E agora tá tudo bem por aqui! Por isso persista mesmo no seu tratamento, que vc tá indo muito bem e só tem a melhorar! Depois vem contar como foi a outra consulta, tá?
Belle! Sobre a história do hímem, tente não ficar assim tão preocupada. Se te valhe de algo, posso contar minha experiência, perdi meu hímem, sangrou um tiquinho e eu nem senti! rs Sério mesmo! Pra mim não fez diferença alguma! E como isso aconteceu antes de me curar completamente do vaginismo, em exercícios posteriores ainda sentia o tal anel pressionando os dedos, ou seja, esse anel são os músculos mesmo e não o hímem! Então relaxa, pratica a respiração milagrosa e vc vai conseguir! Vai, ainda tem uns dias até a data da próxima consulta...
Bjs

Oi, Ju!
Que bom que vc começou a terapia! Dê uma olhadinha no post das perguntas freqüentes, lá tem onde vc pode encontrar os dilatadores, ok?
Bjs

Oi, Marta!
Que história maravilhosa! Parabéns pela superação do seu problema e obrigada por contar sua experiência aqui!
Bjs

“Jeringas de insulina”,
Que bom que vc gostou do blog! Volte mais vezes!
Bjs

Oi, Aline!
Então vc fez mesmo a cirurgia? Eu tenho mil opiniões sobre isso, mas nem adianta eu falar, não é? Se puder, venha nos contar como estão sendo seus exercícios com a fisio e se a cirurgia realmente contribuiu, ta?
Obrigada por vir dividir sua história conosco!
Menina! Que legal que vc já conseguiu colocar uma prótese! Continue praticando e loguinho vc vai estar 100% curada! =)
Bjs

Oi, anônima persistente!
Não entendi muito bem o que sua fisio falou... To na mesma dúvida que a Belle... se vc puder me mandar um email explicando melhor, eu te respondo. (se já mandou, espera um pouco que eu to alcançando os atrasados que estão por lá... rs)
Bjs

Belle e Aline!
Sobre essa história da cicatrização, não ser dizer de forma técnica ou médica, o que eu sei é contar como foi comigo. A impressão que eu tenho é q o meu hímem se desfez um três tentativas, pq me lembro direitinho das três vezes que sangrou. Na última vez, foi com o dilatador rosa (um antes do maior) e eu nem dei intervalo não, no dia seguinte já tava lá fazendo exercício de novo! hahaha Então acho que a cicatrização deve ser algo bem levinho e que num interfere em nada na passagem de coisa alguma! rs
Bjs e obrigada por virem sempre aqui e me ajudar a responder os comentários das pessoas que por aqui passam!

Anônimo disse...

Oi Aline,

Nossa, vim hoje ver se tinha post novo e vi que meu último post não postou.Muitas evoluções? eu mesmo não evoluir não amiga, eu não fiz os exercícios dos dois dedos neste fds, mas meu namorado fez com um dedo 1x movimentando. Estou tranquila com um dedo, ainda um pouco insegura c ele colocando um dedo(incomoda um pouquinho), mas nada que repetido várias vezes não melhore. Ele fez em um dia 2x e na 2ª vez já não teve nada de incomodo. Aff!! Eu tb não fiz a tarefa, pois queria namorar o fds ( meu ado estava viajando) e aí queria sentir dor não, resolvi deixar ele fazer e eu faria essa semana toda com os dois dedos sozinha, até onde eu conseguir, hoje a noite vou tentar evoluir. Espero que as membranas himenais permitam isso, pensar positivo e respirar muitasssssss vezes. E você, como foi seu fds??? Houve exercícios, ou está se recuperando???

Bju,

BELLE*

Anônimo disse...

Olá Daniela, que bom que você voltou.
Venho sempre aqui no blog, inclusive participo de um grupo de vaginismo, que também está sendo super legal. Pelo que você já percebeu, adoro conversar (escrever), ler as histórias de quem já passou ou está passando por essa fase. Que poderá ser longa ou curta depende muito de nós. Imagino mesmo, deve ter muitos e-mails, posts p você responder. As vezes, vou respondendo aqui, contando da minha terapia, um verdadeiro diário.rs Isso me deixa bem.
Aguardo ansiosa pela consulta e inclusive tirar essas dúvidas que pairam minha cabeça nessa nova tarefa. Certamente, postarei aqui como está evoluindo meus exercícios e a consulta na próxima quinta-feira.

Obrigada!!
Beijo
BELLE*

Anônimo disse...

Oiii meninaas!! nossas qtos comentários!! que bom ver isso aqui bombando assim!!
Dani, que bom ter vc de volta!!! então menina, fiz a cirurgia sim...rsrs...fiz e por enquanto não me arrependi não...rsrsrsr Conheço e entendo sua opinião a respeito, mas cheguei numa fase em que pensei: "não tenho mais nada a perder!!" e fui! sabe, por um lado fiquei até orgulhosa de mim, pois fazer essa cirurgia tb foi uma superação, afinal, para uma vagínica que mal suportava um dedo, levar uma anestesia (cuja agulha não é pequena,rs) lá em baixo, exige mta mas mta força de vontade e superação!!rsrs Igual disse nos posts anteriores, não quero fazer apologia a cirurgia aqui, até mesmo pq eu não acredito que somente ela possa curar alguém do vaginismo...Mas por hora, posso dizer que "tirar essa barreira física" que ficava aqui, tem me ajudado a superar as barreiras psicológicas (estas mto maiores) com menos medo! Os exercícios continuam evoluindo, continuo a colocar a mesma protese com tranquilidade, agora sem sangrar!! hoje vou tentar com a mesma prótese, mas vou pedir pro marido tentar introduzir ela! torçam por mim!!
Amanhã eu volto pra contar como foi os exercícios!!
Meninas, obrigada por tudo! estamos juntas nessa luta!
Bjoo a todas, fiquem com Deus!
Aline

Anônimo disse...

Ah!! Que legal Aline, entendo as duas opiniões. Menina, nossa!! Eu não conseguir fazer com os dois dedos não e mais ontem entrou quase nada. Hoje vou tentar de novo, eu já tinha conseguido um pouco menos da metade dos dois dedos. Só que não conseguir introduzir os dois dedos não. Vou tentar mais umas vezes hoje e aguardar a sexóloga na quinta. Ontem, após as tentativas sem sucesso, fiquei deprimida e ainda hoje. Só que agora estou melhor.
Beijos,
Que hoje tenha sido um sucesso para você.

BELLE*

Daniela Barros disse...

Oi, Belle!
Que grupo é esse de vaginismo que vc falou? É um grupo de emails? Como funciona? Gostaria que vc me contasse, assim posso indicar pras meninas que às vezes me procuram. Eu adoraria participar, mas não tô conseguindo dar conta do blog, então acho melhor não me envolver mais do que eu posso, né?
Boa sorte na sua próxima consulta!
Bjs

Oi, Aline!
Bom, c sabe que eu sou contra, mas eu entendi que pra vc foi uma etapa importante e se te ajudar a resolver o problema, que mal tem, não é? O mais importante é q vc tá consciente que essa só foi uma etapa e que vc precisa dos exercícios pra superar o vaginismo de vez!
Boa sorte com o maridão e até mais!
Bjs

Oi, Belle! (de novo!)
Num fica deprimida não... é normal ter dias em que a gente não consiga, ainda mais que vc tá meio encucada com essa fase dos dois dedos, mas vai passar e vc vai conseguir! Uma coisa que eu fazia pra ajudar a entrar, além da respiração, era fazer uma força pra baixo, como se fosse fazer número 2, bem na hora de tentar introduzir alguma coisa. Apesar de parecer que tá expulsando o objeto, essa forcinha provoca uma abertura nos músculos vaginais. Não sei quem, mas alguém um dia me explicou que isso acontece pq é impossível que o músculo faça dois movimentos ao mesmo tempo (expulsar e contrair), por isso funciona!
Se vc quiser tentar! E se precisar de algo, conte comigo!
Bjs

Marta disse...

Belle, não fiques triste! Criei um email propositadamente para quem quiser comunicar. Espero poder ajudar como conseguir, nem que seja para mostrar que a cura é possível.
Usem e abusem: martapensamentopositivo@gmail.com
Beijinhos

Marta

Anônimo disse...

Oiii queridas e amadas boa noite!!obrigada por responderem meus posts...
Então, ontem tentei o exercício com o marido, com a mesma prótese q eu vinha fazendo os exercícios sem mta dificuldade. Olha, com o marido não foi tão fácil viu?? não sei se foi a posição (qdo faço, faço em pé..com ele fiz deitada) ou se foi insegurança mesmo...ele até não deu trabalho pra entrar, mas entrou ardendo tudo!!!rsrsrs meu marido acha q a gente colocou pouco lubrificante, pode ser...mas ardeu bonitinho viu?? fato pelo qual colocamos duas vezes e eu já parei...qdo percebia que estava contraindo a musculatura da perna eu respirava fundo, parava um pouquinho (mas deixava la dentro) e depois continuava...não foi fácil, mas consegui!! hoje vou tentar novamente com mais lubrificante, amanha eu volto pra contar como foi!!

Belle querida! não se deixe desanimar...o processo de cura é sempre cheio de altos e baixos, isso faz parte!! eu lembro q uma epoca eu estava embaladinha, bonitinha, conseguia dois dedos meus, um do marido, o penis dele entrava um pouquinho....até q fui acometida por uma coceira das bravas!! e a médica me deu uma pomada, pra usa com aplicador....gente o aplicador devia ser da grossura de um tubo de caneta bic, mas quem disse q eu consegui enfiar o danado lá??? sem mentira, eu até chorava!! de desespero, sabendo q precisava colocar o medicamento pra maldita coceira passar e não conseguia...
Então acho que é normal, uma dia a gente estar super bem e no outro dar uma travada geral!!
Fica tranquila e logo logo os dias de "bem" serão cada vez mais frequentes e os de "mal" mais raros!!

Bjoo a todas!
Fiquem com Deus!

Anônimo disse...

Esqueci de assinar de novo...o post acima é meu, Aline....rsrs

Anônimo disse...

Oi Meninas,

Obrigada pelas palavras de apoio. Fui a minha consulta nessa última quinta e foi uma consulta muito boa. Não fizemos nenhum exercício, ela pediu q eu parasse de fazer os exercícios comigo mesma e apenas meu namorado fizesse o exercícios dos dois dedos(um dedo em cima do outro). Nessa consulta ela conversou muito com os dois(terapia de casal). Foi muito legal, falei da questão do hímen e ela me disse que se isso me causa um certo "pavor" que ele(namorado) fará isso. Então após muita conversa, vim embora bem mais aliviada. Ah! Ela me disse q o tanto que eu conseguir do meu dedo já está bom, mas vamos trabalhar mais essa questão.Hoje começamos com as tarefas, primeiro pedir p ele colocar um dedo dele e foi tranquilissimo(como sempre foi).Depois foi a tarefa nova (dois dedos um cima do outro) e foi bem dolorido. Ele me disse que um dedo passava e outro ficava batendo nas membranas himenais(eu estava relaxada).E por mais que eu respirava, não ia, apenas doía bastante e mal conseguia respirar direito..rs Parece exagero, mas é verdade meninas. Aff!! Quanto sufoco, mas fiquei feliz.Entrou mais do que eu imaginva, mas falta muito a pecorrer ainda. Ele vai viajar e só chega no outro sábado e logo em seguida teremos visitas, então não faremos tarefas por quase duas semanas. Eu vou continuar fazendo a tarefa dos dois dedos meus, embora ela não tenha pedido. Mas é que não quero parar com os exercícios, parece que dificulta quando voltamos a executá-los de novo. O grupo, é um grupo de e-mails mesmo. Fui convidada por aqui. Ah!! Aline, vai tentando, eu coloco muito lubrificante, inclusive nunca tentei fazer os exercícios excitada, ou mesmo com a minha lubrificação apenas. A ardência logo após a tarefa, sempre presente.aff!!
Obrigada meninas.
Bju

BELLE*

Daniela Barros disse...

Oi, Aline!
Uma coisa que vc pode fazer é colocar primeiro sozinha, do jeito que vc está acostumada, de pé e tudo mais, aí depois que vc estiver confortável, aí vc vai onde seu marido estiver pra ele colocar. Assim, vc pratica mais a confiança nele colocando, sendo que já vai estar tudo mais “aberto” pra facilitar. Pode ser uma alternativa pra vc!

Oi, Belle!
Que legal sua terapia de casal, achei muito bom seu namorado participar não só dos exercícios como também das consultas, isso deve te deixar bem amparada, né? Acho legal vc continuar a fazer o exercício com o seu dedo, mas tente não se cobrar muito. Vai dar tudo certo, tenho certeza!
Persistência e coragem pra vcs!
Bjs

Anônimo disse...

Meninas bom dia!!! é com imensa, enorme, super, mega, master alegria que venho compartilhar com vcs que esta noite EU CONSEGUI!!!!!!!!!!!!!!!!minha vontade era ontem mesmo de madrugada ter levantado da cama e ter compartilhado isso com vcs!!eu to tão mas tão eufórica que não sei nem por onde nem como, começar a contar!!bem resumindo a opera, após a cirurgia eu estava embaladinha nos treinamentos com as proteses, mas ainda não tinha tentado com o marido...quis esperar meu periodo fertil, pois nessa epoca eu fico mto mais acessa!!!rsrsrs e ontem como estou no periodo fertil, resolvi tentar!! meninas foi inacreditável, não senti dor alguma e foi mto mais rapido do que pensei que seria, pois com as proteses fico introduzindo bem devagarzinho...com o marido foi de uma vez só!! qdo me dei conta de que tinha entrado tudo eu perguntava sem parar pro meu marido: entrou tudo mesmo?? eu não acreditava!! qdo ele disse q sim me deu uma crise de choro, mas choro de soluçar!!! hauahauahauahauahaua ele quis parar, mas eu pedi que não, queria sentir ele dentro de mim....e assim fiquei, só chorando!! não me perguntem sobre sensações, sobre prazer, pq a emoção que senti naquele momento transcendeu todas as outras percepções...rsrsrsrs...eu só fazia chorar!! Estavamos na posição papai e mamãe que foi a que julguei mais comoda, mas hoje estou disposta a tentar outra posição.
Mais tarde ou amanha eu volto pra contar como foi a tentativa!!
Queria dividir essa alegria com vcs, pq vcs são peça fundamental nesse meu progresso!!!
Obrigada por tudo que vcs fizeram por mim, ao me ouvir, ao dividir comigo a experiencia de vcs!!
Obrigada Dani por ter feito esse blog e cuidar dele com tanto carinho!! Na ausencia de bons profissionais em minha cidade, esse espaço funcionou como meu divã...obrigada mesmo!!
Ainda não me considero curada, ainda sinto que há um caminho a ser percorrido!! mas o ocorrido de ontem me libertou!! o choro que coloquei pra fora, estava preso aqui dentro a mais de tres anos....e isso foi sem dúvida, libertador!!
obrigada mais uma vez a todas vcs!!!
Bjão!!
Aline

Anônimo disse...

Alineeeeeee,

Eu vinha aqui e nunca encontrava um post seu...imaginava mil coisas.rs
Nossa!!!!!!!!!!!!!! que ótimo que você conseguiu, imagino sua felicidade nesse momento. Deve dar vontade de dizer a todo mundo mesmo..kkkkkkkkk
Agora é PRATICAR MUITO, TIRAR OS ATRASADOS!!!KKKKKKKK
Eu, estou caminhando...fui na terapia quinta (04/08) estava estagnada né? Esses benditos dois dedos que não entrava por nada e aí não teve jeito.A sexóloga teve que fazer a tarefinha ( ela disse que não ia fazer mais p eu não transferir a confiança do meu namorado p ela, eu entendi a lógica) daí menina, quando ela colocou os dois dedos, que dor! Fui no céu e voltei umas 3x.Eu sentia o hímen ardendo, percebia ele no seu máximo e isso me incomodava. Comecei a contrair, eu mesmo sentia e via a contração. Daí eu pedia a ela que não tirasse que eu ia me concentrar nas respirações p relaxar, mas não adiantou muito.rs
Então ela tirou, eu respirei mais umas vezes e ela colocou de novo, doeu bastante, mas não como na 1ª vez, chorei, pq estava pensando o tanto que estava incomodo e era só dois dedos, aqueles pensamentos...aff!!
Daí eu disse a ela que doía bem ali nas membranas, que ela podia abrir mais os dedos p ver se rompia logo esse hímen, ela até tentou manualmente, mas quem disse que ele rompeu? Haja elasticidade nesse bendito hímen viu,ohhhhh!!!!!!! Daí a tarefa p mim foi, dois dedos meus( já tem quase um mês eu tentando isso, sem sucesso) e o do meu namorado os dois dedos um em cima do outro. Daí vim embora, meio assim, pensativa e hoje fiz os exercícios a tarde...eu consegui e meu namorado tb, ele até colocou um do lado do outro, e nada do hímen romper, doeu bastante, mas eu aguentei...dava p suportar, apesar da dor. Como foi a 1ª vez, eu vou fazer atééééé enjoar p eu pular de etapa, enjoei desses dois dedos, c eles, estagnei! AFF!tava vindo tão bem, fiquei mal esses dias, mas estou melhor. Depois quando evoluir mais, CASO eu perceba que isso está incomodando muito, perguntarei a ela sobre a possibilidade da cirurgia. TENHO TOTAL CONSCIÊNCIA que hímen não é a causa do vaginismo, mas será que não posso contrair pq dói quando bate lá? ou pelos meus pensamentos de rasgar, etc? Eu quero passar o reveillon curada e fazendo também, minha meta de 2011 é vencer esse vaginismo.Vou ficar mais assídua aos exercícios, pois com esses desalinhos dei uma parada na frequencia ( tentativas sem sucesso), vamos ver no que acontece.
Some não, conta aqui como vc está e PRATICA MUITOOOOOOOOOOO, TIRA O ATRASO DOS 03 ANOS, POIS VC TERÁ MUITOS BENEFÍCIOS PRATICANDO!!!!! SUCESSO!!!

Manda notícias! Feliz por você, aumentam minhas esperanças.
Bju,

BELLE*

Anônimo disse...

Oi Dani,

Com certeza!Meu namorado foi comigo desde a 1ª consulta. Até para ele está sendo importante as consultas, mudanças de comportamento mesmo. Ela é sexóloga e terapeuta de casal... estava até comentando com ele que dei muita sorte de encontrar uma profissional "completa" pretendo continuar a fazer psicoterapia após a minha cura, juntamente com ele. Nos faz bem e fazer meu acompanhamento ginecológico com ela. Sinto-me muito mais segura com a presença dele...fica um problema compartilhado, a vitória tb será! Obrigada Dani.
Bju, ótima semana p você.

Ah! mais uma que conseguiu a penetração (ALINE), feliz por ela!!

BELLE*

Daniela Barros disse...

Oi, Aline!
Me manda um email: danita.barros@gmail.com
Bjs

Oi, Belle!
Será que vc poderia me mandar um email com os contatos dessa médica? As vezes me pedem indicações e muitas vezes eu não tenho ngm bom de verdade pra indicar. Como a tua é boa de verdade, seria ótimo. Eu prefiro que seja por email pra num ficar fazendo propaganda aqui no blog, pode ser?
Obrigadíssima!
Bjs

beauty disse...

Indeed a very nice post and I am a devoted orthodontist reader at Las Vegas.Your post is really very valuable and I have now subscribed the same, keep up the good posting.

Noreen disse...

I think your emotions in your blog are completely honest to you and your friends/readers. Thanks for sharing.

Anônimo disse...

Olá!
Esses dias postei aqui mas sumiu meu comentário :( não sei o q aconteceu..
Gostaria muito da opinião de vcs..para saber se meu caso é simples, ou devo procurar tratamento..Bem resumidamente vou contar..
Tenho pouquíssima experiência sexual, e nas poucas tentativas, nao deram muito certo, mas ouve o rompimento do hímen (com muuuuittaaaa dor)..mas não terminei, nao aguentei a dor...então comecei a pesquisar e descobri que poderia ser vaginismo..
Hj estou solteira e quero continuar assim até me sentir mais confortável para ter um relacionamento..Bom, tenho bastante dores ao fazer aqueles exames ginecológicos, os médicos ficam até nervosos..mas acabo conseguindo! mas com bastante dor; Esses dias consegui fazer movimentos circulares com um ob pequeno, fiquei bastante feliz! Será q por conseguir isso, e fazer o exame mesmo com muita dor, posso um dia chegar a cura?! Sou sincera em dizer que isto está me afastando a ideia de ter um relacionamento, mas não acho isso nada saúdável..
Admiro os homens q ficam com mulheres vaginística, mas acho q são poucos..
Ficarei feliz com respostas..
Abraços a todas!!!

alizbeath disse...

This is a better-quality article as they all are. I make fun of seen wounder wide this an eye to some beat now.its great to receive this info. You are realy fair and balance.

john disse...

Very interesting information!Perfect just what I was searching for!I like this site very much, Its a really nice position to read and find information.

arman disse...

Well I am quite satisfied with that opinion given in your site. I think it must be implacable in real life.

Meerb disse...

Hi this news is exactly what I search. I share to your website to my facebook. Thank you update daily this blog will go to peak thanks bye…

Meerb disse...

I think your emotions in your blog are completely honest to you and your friends/readers. Thanks for sharing.

Anônimo disse...

Boa Noite... Me chamo Lizz tenho 30 anos e sou casada ha oito anos, estou desesperada pois nunca consegui fazer sexo com penetração com meu marido, lendo as historias de algumas de vcs, tive um fio de esperança queria tanto ser normal, fazer sexo com meu marido, engraviar...não sei o que fazer, sofro tanto com isso, peço ajuda de vcs...bjus

Anônimo disse...

Meninas fiz um grupo no Whatsapp pra gente conversa em tempo real...mandem o numero de vcs pro numero 011952517526 adiciono vcs lá e nos conversamos! Bjo guerreiras.

Anônimo!!! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo!!! disse...

Bom pessoal! Nossa luta começou há 4 anos, meu companheiro morava em outra cidade, passávamos a semana sem nos ver, porém, chegou a um momento em que quando nos víamos a relação começou a ficar dolorida, ardia, então resolvemos "dar um tempo" nas relações sexuais. A situação só piorou, sofremos muito. Passamos a morar juntos e nunca tínhamos uma vida sexual saudável, sempre que tentávamos doía muito, meu libido diminuiu, já não conseguia penetração nenhuma. Comecei a usar VAGIDRAT, recomendado pelo ginecologista, é um hidratante vaginal, onde vimos uma pequena melhora. Outra melhora teve, quando desopilamos com uma cervejinha, me deu mais "vontade", então com o vagidrat, com as cervejinhas, meio que adormeceu e conseguimos uma penetração, muito dolorosa, mas conseguimos. Depois ficamos tentando com mais frequencia, sem atritar, apenas com a penetração, deixando dentro por alguns instantes, só p abrir mesmo e tentarmos uma dessensibilização da vagina. Mas sempre q menstruava e dava uma trégua, era tudo em vão. Até que numa dessas tentativas desiludidas resolvemos colocar um algodão embebido com BEPANTOL LÍQUIDO. Pingamos algumas gostas dentro e deixamos o algodão por fora. Coincidência ou não, alguns dias depois tentamos novamente, para nossa surpresa, a dor por dentro diminuiu significativamente. Entramos em êxtase, numa felicidade só. E daí por diante, não temos mais sentido dor, porém, meu psicológico ficou muito abalado, e meu libido diminuído, mas isso é o de menos, agora iremos procurar uma solução para isso. Mas gente, hoje estamos super felizes. Às vezes nem acreditamos ainda que isso é real. Aí está nossa dica, conosco deu super certo, mas não foi nada fácil! Se alguém tentar e ver algum resultado, por favor, comentem, vamos nos ajudar. Também estamos em busca de uma completa reabilitação sexual! Abraços a todos!

Anônimo disse...

Boa noite! E aqui estou eu 21/11/16 ..
Li esse blog,li relatos e chorei com alguns..
Tenho 27 anos sou casada a 15 meses,eu e o meu marido casamos virgens..
E sinceramente to meio que desesperada..deprimida
Nem sei se esse blog ainda está ativo..mas foi o primeiro que vi e li com tantos relatos parecidos com o meu..

Antes eu achava que com o tempo a relação sexual iria melhorar e..
E não tenho ninguem pra conversar.
Eu acho que ainda sou virgem..
Eu amo meu esposo muito e sinceramente pelo fato de sermos totalmente inexperientes não sei mas acho que se agravou mais..

Tento ter relações sexuais com ele ..mas nao adianta não tem penetração. .tentamos algumas posições mas mesmo assim nada e doi muito..
Eu não sei oque fazer..achei que com o tempo isso iria melhorar mais daqui a pouco faço dois anos de casada e mesmo assim não consigo da prazer pro meu esposo ele é paciente carinhoso..
Confesso que acho que sexo não é pra mim..
Tenho muita vergonha disso ate de ir em um profissional e relatar o que acontece. .

Eu quero muito ser mãe
Mas como se nem tenho uma relação sexual completa..

To bem triste..
Nesse momento to dentro do banheiro chorando..

Postar um comentário

Que bom que vc decidiu compartilhar sua luta comigo! Vamos vencer, tenho certeza!
Agora eu aprendi, então, depois de comentar, pode voltar aqui que vai ter uma respostinha minha, tá?
Bjs