segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

A história da Elis

Oi, genteeee!
.
Cá estou eu com a maravilhosa incumbência de contar para vocês mais uma cura! Não é fantástico? Então, a Elis já tinha publicado essa história dela em um comentário aqui no blog, mas como achei que ficou muito escondidinho, combinamos de colocar como post! Afinal, uma vitória dessas não é qualquer coisa, né? Temos que comemorar!
.
Segue, então, o depoimento da Elis:

"Há quase dois meses deixei de ser vagínica. Sempre que lembro desse período da minha vida, lembro do blog e acabo dando uma olhada. Dessa vez, lembrei dos sentimentos, sensações de cada momento desse período, de cada momento de desespero, quando se acha que nunca vai ter uma vida normal....e resolvi escrever pra contar minha história.

Durante quatro anos namorei à distância. Era o amor da minha vida, eu era complemente apaixonada, mas não conseguia ter penetração. Eu tinha 22 anos quando nos encontramos pela primeira vez, era virgem. Eu sentia muita dor ao tentar a penetração e minha pernas tremiam. Apos as tentativas, eu ficava muito triste, decepcionada comigo mesmo, mas eu o amava muito e o simples fato de tê-lo ao meu lado já era suficiente e estava feliz. Não importava se conseguia ou não ter uma relação completa.

Nos momentos de desespero, milhares de pensamentos tentavam explicar o que acontecia entre nós: achava que eu não o amava, que não havia química entre nós, e cheguei a achar que eu gostava de mulher. Conseguimos penetração duas vezes, mas pra mim foi apenas mecânico, não tive prazer. Depois disso, ele terminou comigo, até hoje não sei quanto que o vaginismo influenciou no fim do namoro.

Depois de todo sofrimento com o término do namoro, eu conheci uma outra pessoa. Na verdade, era pura carência, não chegamos nem a nos conhecer direito. Talvez queria apenas testar se com outro homem conseguiria. Pensei: agora vou conseguir!! Pura ilusão. Tentamos várias vezes e nada. Fiquei com muita vergonha, a final não tínhamos tanta intimidade e não nos vimos mais.

Tempos depois, conheci uma pessoa que tive uma verdadeira atração fatal. Tínhamos arrepios quando encostávamos no outro. Excitávamos só de olhar. Apesar de todo o envolvimento eu travei uma, duas, três vezes com ele. Não entendia o que acontecia comigo. Havia envolvimento, tesão... tudo! Eu não entendia do que se tratava.

Foi numa busca pela internet que descobri o meu problema: vaginismo. Entrei em contato com um psico. Ele respondeu no dia seguinte. Comecei o tratamento. Com o tratamento percebi o quanto a minha educação conservadora me prejudicou, que meus medos de dirigir e nadar estavam todos ligados...enfim. O tratamento foi muito difícil. Como viajo muito a trabalho, tive muitoooos retrocessos. Se um dia conseguia penetrar a próteses toda, com uma semana sem exercícios eu tinha que voltar tudo novamente. Achava que perdia muito tempo em certos exercícios, que tava só gastando dinheiro, por muita vezes eu pensei em desistir do tratamento e aceitar a vida sem sexo... foi um sofrimento.

Como não tinha namorado e nem tinha coragem de procurar com esse problema, não havia estímulo. Sempre pensava: com próteses eu consigo e com um verdadeiro? Será que conseguirei?? Um dia conheci uma pessoa, ainda durante o tratamento. Eu o enrolei durante 3 meses, não queria perdê-lo também. Até que um dia percebi que já estava o perdendo, e resolvi fazer mais uma tentativa. Estávamos muito envolvidos. Ao final de quatro meses de tratamento, mesmo com todas as interrupções, eu consegui!! Foi como se nunca tivesse tido nada. Penetração total!!

Não temos uma relação estável. Ainda não me sinto preparada pra namorar novamente, mas há quase dois meses estamos “juntos”. Aprendendo muito.... :)) As vezes com medo, mas muito feliz por ter superado tudo isso. Algum botãozinho aqui foi ligado e desde então não tive mais problemas. O psico falou que meu caso era bem leve e por isso foi fácil tratar. Sem contar com as vezes que entrei em contato com a Dani, o que me ajudou bastante também.

Espero sinceramente que todas vocês possam superar essa fase da vida, que tenham paciência e persistência que a cura virá. Meu psicólogo falou até que apenas 5% das mulheres que entram em tratamento não são curadas, isso porque desistem de continuar os exercícios.

Depende de vocês. Permitam-se."

.
Lindo, né, pessoal? Nem preciso dizer que eu quase morri de felicidade! Volto a repetir que é sempre como se fosse eu, a cada uma de vcs que me conta uma cura... =D Ainda mais da Elis que foi tão minha amiga nesses tempos! (a dica da melancia ainda vem pra cá um dia, tá, linda? rs)
.
Ah, queridas! E se preparem, viu? Pq nesse final/começo de ano, parece que o papai Noel presenteou muita gente com a cura! Tenho mais um monte de histórias pra contar! Fiquem ligados aqui nos posts e no nosso contador ali do lado, hein? .
Bjs e até o próximo depoimento (q já tá no forno! rs)

26 comentários:

Tenho fé disse...

Ahhh que legal mais uma tão feliz como eu!!Nossa que maravilha!!Graças a Deus!!!

Anônimo disse...

Oi Daniela!!
Sempre tive curiosidade em saber se alguma medicação antiespasmódica (inibe contração muscular) poderia ser usada nos casos de vaginismo... o botox seria um exemplo.
Estava lendo em um site fora do Brasil que este tratamento existe.
Segue um trecho:

"O tratamento do vaginismo: pode-se tratar com fisioterapia (espasmo vaginal). Às vezes, exercícios de relaxamento funcionam, mas requerem muito tempo e esforço. Injetados com Botox ou Dysport é resultado é imediato. A baixa dose de BOTOX ® é totalmente segura. Poucos dias após a injeção, os músculos da vagina vão relaxar completamente. Desta forma, você pode manter relação sexual satisfatória novamente.
O efeito antiespasmódico desaparece completamente depois de um tempo, mas o efeito de uma vida sexual normal durante este período pode ser completamente curada. A partir de nossa experiência percebe-se que as mulheres precisam de uma média de 2 tratamentos repetidos para esquecer a tensão vaginal. Em casos muito raros, o tratamento deve ser continuado de forma permanente (a cada 6 meses)." (traduzido do espanhol).

Bom, como conheci o vaginismo há pouco tempo, e ainda busco informações sobre os tipos de tratamento, minha pergunta é: vc já ouviu falar em algo do tipo? Achei interessante pq o botox é imediato e reversível (volta tudo ao normal depois, ou seja não fica flácido ou algo do tipo)!! Será que não ajudaria no tratamento? Pelo menos como um primeiro passo?
Tenho consulta médica essa semana vou tentar me informar melhor sobre isto.

Anônimo disse...

o site: http://www.wellnesskliniek.com/es/botox-dolores-vaginales-vaginismo

Anônimo disse...

Eu já ouvi falar sobre a aplicação do botox, foi, inclusive, meu terapeuta que falou da possibilidade. Quando ele me contou, pensei: é isso mesmo que eu quero! Resolveria tudo como num passe de mágica... não fui atrás, achei melhor investir na terapia que não parecia tão mágico assim, mas era o mais possível epróximo no momento. ainda bem que nem perdi meu tempo em ir atrás, porque o vaginismo é muito mais que uma simples contração muscular, ele tá numa caldeirão de sentimentos, experiências e vivências que temos durante toda a nossa vida e isso o botox não paralisa.
Por isso acho que vale mais a pena investir nas causas do vaginismo.

Bjs, C.

Daniela Barros disse...

Oi, pessoal!
Então, eu já ouvi falar dessa história de botox e eu tenho a mesma opinião da C. Acho que não é o melhor caminho de curar o vaginismo.
Na verdade, não há milagre para curar o vaginismo, o negócio é trabalhar mesmo, se dedicar muito pra conseguir.
Não vejo como um problema psicológico possa ser solucionado de uma intervenção puramente física... tem muito mais coisa envolvida, como a C. falou...
Entendo a vontade de vcs, mas acho que não é um tratamento aconselhável...
Bjs

rafa disse...

Eu discordo! gastei muito dinheiro em terapeutas, que nada faziam a não ser tentar obrigar-me a conhecer o meu corpo (coisa que eu ja conheço e nunca tive problemas com) e com muitos blas blas e mais tecnicas de relaxamento que nada fazem, enfim, dinheiro jogado fora.
Comprei há pouco os dilatadores e tenho feito exercicios com os mesmos e esses sim, estao a resultar. Mas muito devagar! O problema é que eu penso no outro lado da relação e tenho noção do que custa ao meu namorado, apesar dele esatr semrpe a apoiar-me.

Por isso, penso que o botox seria uma grande ajuda!

Agradeço por isso, que caso saibam onde há uma clinica em Portugal que faça a aplicação do mesmo, que informem através deste blog.

Acho que muitas mulheres iam agradecer.

Anônimo disse...

Não é nenhuma propaganda, mas vou passar o contato de uma clica que faz esse tipo de procedimento:
http://clinicasararibeiro.com.br/botoxgenital.html?num=3
Eu ainda não marquei consulta, mas vou marcar em breve, já entrei em contato com eles e foram muito atenciosos. Concordo plenamente com a opinião da Rafa acima, eu também já gastei muito com terapias e de nada adiantou. Eles ganham rios de dinheiro em cada consulta, uma fortuna!!! Então pra que vão querer divulgar uma técnica que resolveria o problema de uma vez e de imedianto não acham?
Se alguém quiser falar comigo sobre o assunto meu email é: mabi1987@live.com
Bjusss

Anônimo disse...

Ola Mabi, tenho pena que a clínica seja no Brasil... se fosse em Portugal já tinha marcado uma consulta!

Estou cansada de terapias em que me tentam convencer que eu tenho problemas com o meu corpo, quando não tenho, em que tenho problemas com sexo, quando não tenho....

Estou cansada de dilatadores, (só me falta 1 para os usar a todos)...e estou cansada de não conseguir ter uma relação sexual completa!

Por isso volto a pedir, se alguém souber de uma clínica em Portugal...eu agradeço!!!!!

Rafa

Anônimo disse...

Mabi, sabe me dizer quanto custa?

Anônimo disse...

Meu Deus... que fantástico... sou homem, tenho 33 anos. Sou casado com minha esposa Há 5. E a amo muito. Acho que ela tem Vaginismo. Tudo indica que sim. Então não sei o que fazer mais pra convencê-la a procupar um médico. Nosso casamento está por um fio. Não por mim. Mas sim por ela. Chegou a um ponto de ela pedir separação. Mas eu amo e não quero me separar. Outra vez, me disse pra eu procurar uma mulher pra me satisfazer que ela não importaria. Me ajudem. Como faço para convencê-la a procurar ajuda?

Anônimo disse...

Sou casada a12anos e ainda nao consegui a penetracao sou virgem ainda tenho muito medo da penetracao preciso mim desabafar com alguem este problema pelo amr de Deus mim de uma resposta estou sem saida

Anônimo disse...

Olá, vou fazer a aplicação de botox dia 04/10...Prometo postar aqui depois a experiência, independente do resultado...beijos

Anônimo disse...

e ai algumem ja fez o botox pra curar o vaginismo? também tenho essa maldita doença,se algume fez entre em contato comigo pois kero muito fazer!!!!
ericarocha2010@yahoo.com.br

Karina Azevedo disse...

Pessoal, queria conversar com mulheres que sofrem com esse problema... alguém que tenha superado..

Karina Azevedo disse...

karinacazevedo@uol.com.br

Anônimo disse...

Gente, alguém que já colocou botox conseguiu alguma coisa?

Anônimo disse...

E ai deu tdo certo?

tazinha disse...

alguém que usou botox tem boas notícias?

Anônimo disse...

Olá, fiz a aplicação de botox na Clínica Sarah Ribeiro em Santa Catarina...Posso dizer que ajudou muito, pois como eu apliquei na região de entrada, me senti mais a vontade para praticar mais vezes e tentar mais vezes. Confesso que a cura mesmo só veio depois de 7 meses de aplicação...Mas acho que valeu a pena...Foi um insentivo a mais....Tenham fé em Deus e não desistam nunca de lutar...Beijos para todas...

Anônimo disse...

Alguém mais fez botox?
Não vejo outra alternativa ao meu caso, já gastei d+ com terapia, acho que vou tentar, alguma indicação no RS?

Anônimo disse...

Anonimo, me passa seu e-mail?

Anônimo disse...

meu e-mail é mabi1987mabi@outlook.com

Anônimo disse...

Bom meu é Daniele

e sofro de vaginismo a 3 anos , fiz terapia nao deu certo !
estou fazendo aconpanhamento com uma psicologa .
essa semana descobri sobre o botox e estou decidida a fazer
entrei em contato com a clinina sara ribeirao em santa catarina me informaram que o valor eh de 2,300 reais
gostaria de saber se alguem ja fez la e teve sucesso?

segue meu e-mail
danielejorgetti@hotmail.com
obg espero que alguem possa me ajudar

Alexandra disse...

Olá!

Sofro de vaginismo há 7 anos, pelo menos (quando tentei pela primeira vez a penetração) e, tal como muitas de vocês já fiz tentativas e mais tentativas, sempre sem sucesso... E, depois de tantos anos, de tanta frustração, acabei por desistir e, consequentemente, desistir da vida também! Porque, devido a este problema, perdi o homem da minha vida.
Ultimamente li sobre a utilização de botox no tratamento do vaginismo e, muito sinceramente, depois de tantos anos e tantas tentativas, gostaria imenso de tentar isso, ate porque não tenho nada a perder. O problema é que sempre que pesquiso sobre isso só encontro clínicas brasileiras e eu sou portuguesa e vivo em Portugal. Portanto, peço encarecidamente que se alguém tiver conhecimento de alguma clínica ou ou médico capaz de fazer isso em Portugal, avise, POR FAVOR!

Obrigada!

Alexandra Machado disse...

Olá!

Sofro de vaginismo há 7 anos, pelo menos (quando tentei pela primeira vez a penetração) e, tal como muitas de vocês já fiz tentativas e mais tentativas, sempre sem sucesso... E, depois de tantos anos, de tanta frustração, acabei por desistir e, consequentemente, desistir da vida também! Porque, devido a este problema, perdi o homem da minha vida.
Ultimamente li sobre a utilização de botox no tratamento do vaginismo e, muito sinceramente, depois de tantos anos e tantas tentativas, gostaria imenso de tentar isso, ate porque não tenho nada a perder. O problema é que sempre que pesquiso sobre isso só encontro clínicas brasileiras e eu sou portuguesa e vivo em Portugal. Portanto, peço encarecidamente que se alguém tiver conhecimento de alguma clínica ou ou médico capaz de fazer isso em Portugal, avise, POR FAVOR!

Obrigada!

L. disse...

Olá! Tenho 21 anos, sou portuguesa e tenho também vaginismo. Criei um blog para partilha de experiências relacionadas com o vaginismo. Para que haja mais informação a este nível em Portugal. Mais do que um blog meu, é um blog para todas nós e espero conseguir desenvolvê-lo. Para quem quiser dar uma olhadela, aqui vai o link:
http://vag-quemmandasomosnos.blogspot.pt/

Quem tiver blogs ou páginas sobre o assunto, se o pudessem divulgar eu agradecia imenso! Há muitos poucos blogs portugueses sobre o assunto e apesar de as informações brasileiras serem ótimas, às vezes é bom sentir que há um apoio mais pertinho nós não é? E a partilha de contactos de profissionais de saúde portugueses também faz muuuita muita falta. Obrigada!!

Postar um comentário

Que bom que vc decidiu compartilhar sua luta comigo! Vamos vencer, tenho certeza!
Agora eu aprendi, então, depois de comentar, pode voltar aqui que vai ter uma respostinha minha, tá?
Bjs