quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Mais exames

Olá, pessoal!
.
Hoje fui fazer aqueles exames que eu disse que a médica tinha pedido, lembram-se? A tal da "vulvoscopia com biópsia, se necessário" e a "ultrassom transvaginal". Bom, hoje nem era dia de eu escrever post, mas acabei de chegar do laboratório e queria contar pra alguém como foi...
.
Cheguei lá super cedo pq fui de carona com o marido, daí já fui pro guichê e tive que ficar respondendo perguntas (detesto perguntas de assistentes!): data da última menstruação? toma algum remédio? fez o preparo do exame?(leia-se: deixou seu marido de castigo por três dias? rs) tem exames anteriores? Eu sempre acho que ela vai achar estranho eu ter 28 anos e não ter exames anteriores, sabe? Mas foi besteira minha, ela num achou nada, só fez as perguntas e pronto.
.
Respondi tudo com razoável simpatia (num tô muito bem humorada hj) e fui pra outra sala de espera, só que como eu estava muito adiantada pro meu horário, fiquei esperando um tempãão pela minha vez. E vcs sabem, né? Quando a gente espera muito, fica já pensando besteira, resultado: fiquei um pouco ansiosa.
.
Quando finalmente me chamaram, chamaram uma senhora comigo também. Lá dentro a mocinha deu as orientações para nós duas. Tire a parte de baixo da roupa, inclusive os sapatos, coloque esse avental com a abertura pra frente, fique de calcinha e vista esse propé. Guarde suas coisas no armário e fique com seu RG, o absorvente e a chave (do armário) em mãos. A senhora que foi comigo, muito esperta, já estava de vestido e quem vai de vestido num tem que colocar o aventalzinho! Acreditam? Então fica aqui o conselho, em dia de exame ginecológico, coloque um vestido!
.
Ok, fui ao banheiro pra me trocar. Já tava meio chocada pelo fato de ter que ficar com o avental numa sala de espera, mas tentei superar. Só que eu não sabia nem calçar o propé! Ó, Deus! Saí do banheiro toda atrapalhada e a senhora já estava lá na sala de espera, virou pra mim e disse "vc nunca fez esse exame?", depois da minha resposta negativa, ela resolveu me ajudar, foi muito simpática comigo, me explicou como calçava o propé e tudo mais.
.
Veio a moça e me chamou. Fui até a salinha com ela enquanto ela me dava outra dezena de orientações, dizendo pra eu ir ao banheiro, tirar a calcinha, deixar minhas coisas lá, levantar bem o avental, deitar na maca com o quadril na pontinha, colocar as pernas naqueles negócios, "assim não, assim", fiz, fiz, fiz, daí fiquei com as coisinhas de frente prum negócio que parecia um microscópio e a médica japonesa chatinha apareceu. Logo de início já fez uma pergunta q eu num tinha idéia: "pq minha médica pediu vulvoscopia ao invés de colposcopia"? Sei lá! Mas pensei que talvez fosse pra que ngm mais no mundo introduzisse um espéculo em mim, né?
.
Tá, aí ela me perguntou se sou sexualmente ativa e à minha resposta positiva, tascou o espéculo dentro de mim, como quem recheia um frango! E ela ainda falava "solta as pernas e os quadris" e eu nem conseguia entender o que ela queria dizer com isso. Num vou dizer que doeu, q me traumatizou e nada disso, mas num foi o carinho e cuidado q eu esperava, incomodou bem. Daí fechei os olhos e torci praquilo acabar logo. Então ela começou a falar um monte de coisas q tinha no colo do meu útero que ela achava que era por causa do corrimento, mas achava q eu deveria tirar a tal "carne esponjosa" q tinha lá, daí q ela me chamou a atenção e eu entendi q bem do lado da minha cabeça tinha um monitor onde eu podia ver tudo! Olha que besta! Eu de olhos fechados enquanto poderia ver tudo e contar melhor pra vcs! E, gente, q horroroso q tá meu colo do útero! Tem uns pontinhos pretos... Assim que sair o resultado vou direto na gineco ver o que é aquilo! Será que é normal? Tô um pouco assustada, mas nem quis perguntar nada praquela dra chata...
.
Daí eu, inocente, achava que iria fazer o ultrassom ali mesmo, né? Já bastou mostrar minha linda vagina pra uma dra só, não? Não! O ultrassom é em outra sala! Toca colocar de novo a calcinha e voltar pra sala de espera. Voltei e encontrei a sra minha amiga ainda lá e ela virou pra mim e disse: "menina, coloca o modess! é pra colocar agora se não vai sujar sua calcinha!", ai a enfermeira num falou nada, eu num sabia! Fui correndinho ao banheiro e coloquei o modess, mas nada apareceu até agora... rs Depois perguntei pruma enfermeira e pelo q eu entendi a colposcopia usa algum reagente colorido q pode manchar, mas como o meu era vulvo, num saiu nada, num sei...
.
Tá, aí veio outra enfermeira me chamar pro ultrassom. Preciso dizer que eu tava com medo? Depois do jeito que foi a vulvoscopia, eu tava com medo sim! Ah, sei lá, hj já acordei meio triste, daí tava com um misto de tristeza e medo... Bom, entrando na sala, após receber outra dezena de orientações pra tirar a calcinha e me deitar de um jeito x, tentei fazer uma piadinha com a enfermeira pra descontrair e ela foi uma querida, disse pra eu não ter medo que era bem melhor que a vulvoscopia, que era rápido, que não ia doer, nem incomodar. Acalmei um pouco. Daí ela me mostrou o aparelho enooorme só pra me dizer que tava colocando uma camisinha nova nele. Daí eu desacalmei de novo! kkk Pra ajudar, ela disse: "só um instantinho que o dr. já vem, tá?" Quê? Ela disse O doutor? Pra ajudar ainda é homem? Ai, ai, ai... Depois lembrei que o meu ex-gineco era muito gentil e aí fiquei tentando me convencer de que ainda tinha chance de ser feliz. rs Respirei fundo n vezes pra me acalmar e então a enfermeira voltou acompanhada do médico.
.
Ah, gente! Pelo menos ele era bonito, né? Acho que era o mínimo que eu merecia hoje... hahaha Daí ele me perguntou se era a primeira vez que eu fazia esse exame, eu disse q sim, ele perguntou se eu já tinha feito o papa, eu disse q sim, daí ele disse "ah, esse é bem mais fácil que o papa!" e eu pensei "como é q vc sabe?", mas num quis causar e fiquei quieta... Daí ele começou a me explicar como funcionava o aparelho enquanto ele passava um gel no negócio, parecia lubrificante, mas num sei com certeza. Gente, o negócio era tão grande que eu não pude evitar de perguntar "quanto disso vc vai colocar?" (kkkk) e ele me mostrou algo em torno de 5-6 cm. Bom, gente, ele tinha razão, o incômodo foi mínimo, foi muito fácil mesmo, ele colocou só um pouco (parecia menos do que ele mostrou) e não doeu, só incomodava quando ele mexia pra ver as coisas lá dentro, mas num era dor não, era um incomodozinho bem leve... Mil vezes melhor do que aquela japonesa chata! Ai que raiva q eu tô dela!
.
Sabe, eu acho que homens são melhores pra isso, pq como eles num têm a coisa, eles tomam mais cuidado... mulher deve pensar "ah, isso num dói nada" e taca o dedão lá! hahaha Ai, que trash, mas foi assim mesmo, no final do exame, quando ela tirou o espéculo, ela ficou abrindo os pequenos lábios pra eu ver que tava um pouco irritada a mucosa, com uma delicadez de elefante!
.
No final, eu sai de lá, com uma super vontade de chorar. Eu não estou muito estável emocionalmente hoje, isso tb colaborou, mas acho que foi tanta tensão que carregou um pouco meu coração, sabe? Isso tudo misturado com o alívio de ter conseguido passar pelos exames sem maiores traumas! Acabou que não chorei, tô até muito feliz que passaram os exames! Bom seria se eu tivesse que fazê-los novamente só daqui uns 30 anos, né? hahaha Queria que minha médica fizesse tudo: papa, vulvo, colpo, ultrassom... tudo, tudo, tudo, pra num ter mais que ir em laboratório com um qquer esquisito...
.
Bom, em resumo num é o fim fazer esses exames, mas tb num é uma coisa que eu diga: "uhuuulll, exames ginecológicos, q maravilha!"kkkkk Vou fazer pq precisa, né? Agora eu tô com umas coliquinhas, será q é por causa do exame? Quando eu for à gineco tiro todas essas dúvidas e conto pra vcs, tá?
.
Obrigada por ouvirem meus choramingos de hoje e até mais!
.
Bjs

28 comentários:

Anônimo disse...

Ai, Dani que bom que vc conseguiu fazer os exames! E melhor ainda, que correu tudo bem, que não se traumatizou. Volte aqui e poste mais vezes.. estou com suadades dos posts.. beijos!
M

Luz disse...

Oiiiiiiiiii...estou feliz por vc, por a cada dia conquistar algo a mais.Parabéns.
Sabe, já consegui colocar mais de 11 centimetros da protese sem problemas...tranquila, mas com meu marido não consegui ainda achar uma posição que me sinta relaxada...tenho medo de pedir para ele colocar, sendo assim tem que ser uma posição que eu tenha o controle...mas está dificil.Mas chego lá...fé em Deus.
Bjo e obrigada.

Luz.

Daniela Barros disse...

Oi, M!
Que bom que vc acompanha aqui meus posts! Fico tão feliz com essas coisas! =) Vou continuar escrevendo sim!
Bjs

Oi, Luz!
Tenho uma ideia que pode te ajudar. Me manda um email? danita.barros@gmail.com
Bjs

Anônimo disse...

Dani, só pra descontrair um pouquinho mais, será que dá pra vc me contar o que é e como se coloca o tal do propé???!!!rsrsrs
Fico imaginando qdo vai chegar aminha vez de passar por tudo isso.Dá um medinho, mas ao mesmo tempo uma pontinha de inveja, da boa, tá?!!!
Bjs, Ci

Dany disse...

Oi...
Tava pesquisando sobre dores na relação e achei seu blog...
E juro...será que eu tenho vaginismo??
Li varios posts e conclui que talvez...rs
Ainda não achei a causa...
E lendo esse post eu me lembrei que fiz colpo e o ultrassom (com a coisa grande e com doutor tbm...haha)...
Bom...pra constar vou por o blog nos favoritos...adorei!!
Sabado agora vou fazer mais um exame...uma nova colposcopia...devido a uma ferida no colo do utero q tive no começo do ano passado. (ela fez cauterização)...
Apos esse tratamento a dra disse q as dores acabariam, mero engano...
Elas diminuiram, mas nao acabaram...e nao é um super prazer "fazer amor" com o namorado...
Neste momento, as dores aumentaram...e muito...
E eu to com medo...sempre choro depois que a gente tenta...
Ele é super compreensivo...talvez seja a pessoa certa pra casar...rs
Bom, nao gostaria de fazer terapia...sera que eu consigo sem?
E como vou comprovar ser vaginismo? como o medico ve isso??

Não sei se aparecem "pessoas estranhas" no blog...acabei de chegar e ja contei tudo...
Mas que mulher que nao tem desespero as vezes?? rsrs...

Beijos...

PS: Sera que vcs respondem posts??

Luz disse...

Dani...estou anciosa em saber sua idéia para me ajudar...já te mandei o e-mail.
Bjo.

Luz

Daniela Barros disse...

Oi, Ci!
Pode deixar que quando for a sua vez, eu te explico tudo nos mínimos detalhes! hahaha
Bjs

Oi, Dany!
É claro que eu respondo posts, comentários, emails... tudo que me mandam! Às vezes demoro um pouco mais do que deveria, mas respondo sim! rs Ah! E vc num é nada estranha, viu? Ou se é, tem muita gente estranha como vc por aqui...rs
Então, tem gente que faz papa e colpo e ainda assim tem vaginismo. Na verdade, o gineco num tem muitas ferramentas pra descobrir seu vaginismo, mais a sensibilidade dele em escutar o seu relato e identificar os sinais do problema...
Dependendo de como for seu problema e seu perfil, vc pode conseguir solucionar sem terapia sim, eu já vi algumas pessoas que conseguiram.
Mas como é que é seu problema, vc não consegue a penetração? Ou consegue e mesmo assim com dor? Me explica sua história melhor, se num for por aqui pode ser por email, tá?
Bjs

Oi, Luz!
Desculpa a demora, vou te responder o email já já, tá?
Bjs

Dany disse...

Oie!!...

Então...vou mandar pro e-mail...rs

Beijinhos

Anônimo disse...

Fiz os exames uma vez na vida... a primeira vez naum consegui pq a médica foi muito grossa e de cara já foi falando q eu tinha vaginismo... Fui embora sem fazer o exame e chorando q nem louca... Depois fui obrigada a fazer pra poder assumir um concurso, o médico me acalmou dizendo q faria com espéculo usado em virgem... mas msm assim foi insuportável!!!! Eu chorei muuuuuuuuito!!! E nem quero pensar em ir de novo eqto eu naum estiver mais calma... é muito mico!!!! mas sei q preciso fazer... até msm pra ver se tenho algum outro problema (além desse) q me impeça de engravidar!!! Beijosss...

Anônimo disse...

Ola meninas, exames ginecológicos para uma vaginica é torturaaaa. A primeira vez q fui fazer o papanicolau eu expliquei pra médicaq eu não era mais virgem mais tinha vaginismo. Ela foi um amor me compreendeu e introduziu o espéculo beeem devagarsinho. Não vou dizer q não doeu, mas deu para suportar. Eu não me aguentava de felicidade por ter conseguido sem muito sofrimento. Passou um tempo, mudei de bairro e acabei indo fazer o papanicolau pela segunda vez em outra médica. Meu Deeeus! Aquilo não era médica, era uma cavala! Tenho certeza q aquela burra não sabe o q é ter vaginismo. Ela enfiou (desculpe os termos) aquele espéculo em mim com tanta ignorancia q eu gritava: "aiii, aiii, aiii". Foi horrivel, chorei mais de raiva do q de dor. E depois de ter me machucado, ela ainda se sentiu no direito de me dar lição de moral dizendo q eu era imatura e não estava preparada para casar.
Bom tenho 25 anos, sou casada (casei pq quiz) a 5 anos, sou muito feliz e satisfeita com meu marido. No momento estou grávida de 13 semanas (foi uma grávidez planejada), estou realizada.
Embora eu tenha melhorado muito do vaginismo, ainda tenho medo dos exames ginecológicos. Mas sei q é possivel passar por esses exames sem muito sofrimento. É só vc explicar para sua médica seu problema, pedir para ela ser o mais delica possivel.E se vc não sentir muita segurança com ela (como eu não senti desde a hora q eu entrei no consultório da cavala, rs)peça para vc mesma se introduzir o espéculo. Nós vagínicas gostamos de cotrolar a situação assim vc vai no seu tempo e não fica com aquela fobia pensando como será!!!
Bom meninas, é uma dica q espero seja util para vcs. Pois as dores q sentimo são insuportavéis (só a gente sabe). Para q seja suportavel vale qualquer coisa né?! E é muito importante fazermos todos os exames direitinho, devemos ser responsavéis e corajosas.
Bjos, boa sorte a todaaas!!!
Li.

Anônimo disse...

É possivel alguém ter vaginismo e ter um filho de parto normal?Ainda não estou grávida mas me preocupo com isso.Outra dúvida:não entendo com um psicólogo pode me ajudar...dor é de verdade!!!BJ

Anônimo disse...

Psicólogo ajuda no fato de te tranquilizar e te deixar mais segura de si mesma, q vc é capaz, q vc vai conseguir, e dá dicas de como fazer pra melhorar seu desempenho (nas mínimas coisas é possível melhorar, seja numa simples conversa ou num simples gesto q vai fazer com q melhore seu desempenho sexual), mas por outro lado o psicólogo naum tem msm tanto poder... Faço terapia há 6 meses, na última sessão a psicóloga me disse pra naum ficar tão enculcada com isso...q o problema vai ser resolvido na hr q eu menos esperar e na hr q eu estiver mais relaxada tanto na questão da relação sexual como na questão de engravidar. Ainda me sugeriu q caso naum consiga msm fazer o exame, pra eu pedir para o médico me anestesiar... As vezes fico meio confusa, mas talvez seja msm esse o caminho. beijoss!!!

Anônimo disse...

Olá meninas! Compartilho com voces das mesmas angústias e medos, faço terapia há dois anos e garanto que tem me ajudado muito. É um trabalho interno, como a minha gineco fala, cada um tem a sua própria individualidade e não devemos nos comparar com as outras e sim perceber o que queremos para nós, sem culpas, que as vezes pode ser a causa do vaginismo. Adorei conhecer esse blog!

Daniela Barros disse...

Oi, Dany!
C falou que mandou no email, né? Olha, esse fds eu vou fazer uma força tarefa pra responder os emails atrasados, tá? Espero conseguir responder o teu! Mas seu eu não conseguir, não desiste não, tá? Espera um tiquinho que eu chego lá! hehehe
Bjs

Oi, anônima 1!
Olha, tem muita gente que tem histórias traumáticas com exames ginecológicos mesmo! Eu mesma morria de medo de tanto ouvir esse papos, mas no fim deu tudo certo! Vc tem que se focar em curar teu vaginismo e aí quando estiver tudo "funcionando bem" (rs) vai ser fácil, vc vai ver! Minha médica disse que não temos que correr feito loucas pra fazer o exame com medo de ter alguma doença, pq as doenças aparecem mais quando a vida sexual está mais ativa... então, vai, resolve uma coisa de cada vez! rs
Bjs

Oi, Li!
Adorei sua dica, é uma boa ideia mesmo! Acho que outra coisa que podemos fazer é procurar médicos que fazem o papa no próprio consultório, pois eles são sempre mais atenciosos do que aqueles de laboratório...
Bjs e obrigada pela contribuição!

Oi, anônima 2!
É possível sim, uma pessoa ter vaginismo e conseguir ter um parto normal. Como dizia meu psicólogo "o problema é pra entrar, num é pra sair!!" Quer dizer, por algum motivo, nosso cérebro impede a gente de relaxar e deixar algo entrar. Muito diferente será no dia do parto em que o seu corpo inteiro vai estar trabalhando naquele projeto de colocar aquele bb pra fora. Deu pra entender?
Sobre o psico, a anônima 3 deu algumas pistas, ele vai te ajudar a aprender a relaxar, a se conhecer e tudo mais, mas é mto importante que ele junte a esses tratamentos psicológicos uns tratamentos mais "práticos" pra vc ir testando e superando seus limites. Eu entendo o que vc disse a respeito da dor ser física, mas a causa dela é psicológica SIM. Vc precisa tentar entender o mecanismo da dor no vaginismo: é aquela coisa, vc tá com medo, se contrai toda, daí dói, daí vc tem mais medo, se contrai mais e dói mais e por aí vai... O problema está no seu medo e em tudo que está na sua cabeça e que te faz contrair... é aí que o psico tem que trabalhar!
Persista que vc consegue resolver!
Bjs

Oi, anônima 3!
Eu entendo a posição do seu psico que quer te tranquilizar, mas não precisa de anestesia. Vc precisa achar um bom gineco e ir fazendo seu tratamento com um psico especializado em sexualidade, aí quando vc estiver curada, seu gineco vai, junto contigo, descobrir que vc está pronta e aí os exames correrão tranquilamente!
Acredite e não desista do tratamento, a cura existe!
Bjs

Oi, anônima 4!
Adorei seu depoimento! Estou torcendo pra que logo vc consiga se curar, venha contar pra gente, tá? Que bom que vc gostou do blog! Volte sempre! :D
Bjs

Anônimo disse...

Olá! Por Favor alguém pode me ajudar?
Sofro de vaginismo e nunca fiz papanicolau, a médica sempre insistiu pra que eu fizesse só que o medo foi maior. Agora estou com uma infecção e a médica disse que vou ter que fazer o papanicolau pra ela diagnosticar o tipo de infecção. Da uma angústia só de pensar na dor... Alguém sabe me dizer se existe algum tipo de medicamento, que eu possa usar antes do exame para pelo menos minimizar as dores?
Desde ja agradeço!
Ana

Daniela Barros disse...

Oi, Ana!
É sua médica mesmo que vai fazer o exame? O ideal seria fazer o exame em consultório médico e não em laboratório. No consultório, vc pode contar seu problema pro médico e aí ele tem mais calma, mais paciência. Em laboratório, eles num tem o mínimo cuidado, fazem tudo de qquer jeito e sem nenhuma paciência, meu gineco disse que eles fazem isso pq ganham por exame e o valor é muito pequeno, então tem que fazer o máximo de exames possível...
Minha dica pra ti é essa: fazer com um médico de confiança, no consultório. Na hora, vc procurar respirar bem fundo e quando ele encostar o espéculo na entrada da vagina, vc faz uma forcinha pra baixo como se fosse fazer xixi, depois é rapidinho.
Ah! Outra coisa que vc pode fazer é pedir pro gineco fazer com espéculo para virgens que é menor, ok?
Espero ter ajudado.
Bjs

Anônimo disse...

Oii Dani, obrigada pelas dicas!
Fui fazer no consultório da médica mesmo, mas infelizmente não consegui, ela pediu pra eu voltar la e tentar de novo na próxima semana mas eu decidi buscar ajuda, vou me tratar primeiro e depois tentar novamente.
Parabéns pelo seu blog, tem me ajudado bastante.
Bjus
Ana

Daniela Barros disse...

Oi, Ana!
Se num tem urgência pra fazer o exame, é uma boa pedida procurar tratamento primeiro, assim num se traumatiza mais, né? Minha gineco tb falou isso pra mim uma vez...
Vai procurar terapia? Se for, vê se procura alguma com especialização em sexo, tipo sexólogo ou terapeuta sexual, pois o tratamento é mais completo pro nosso caso.
Boa sorte!
Bjs

Anônimo disse...

alguém pode me indicar uma boa posição para penetração para nós que temos vaginismo? eu introduzi os dilatadores na posição chamada papai e mamãe e consegui vencer todos, psicológicamente é a posição que me deixa mais confortável, no entanto, não funciona!

Anônimo disse...

Olá vc que escreveu em 31 de dezembro de 2011 02:43,

Eu consegui sentando. Vc tem o controle. Use bastante gel e vai devargarzinho.

Meerb disse...

Nice, This Post is very much relevant and Informatics. I was in search of such kind a stuff. So, I like this, what You have shared. Thanks a lot

Anônimo disse...

Oi!, eu fiz fisioterapia para tratar do vaginismo e comecei a sangrar sem parar em durante os 17 dias que durou o tratamento (no fim foi por puro medo, eu tinha na cabeça que estava me machucando), a fisioterapeuta que é um amor me mandou para uma ginecologista mulher, fiquei em pânico por causa dos problemas que já tive com ginecologistas devido a condição. Mas a médica foi incrível, me deixou tão tranquila que achei meu corpo lindo por dentro, ela aproveitou e fez o papa nicolau, acho que tinha que fazer por causa da minha idade, mesmo sem ter vida sexual ativa na época. Agora estou com medo porque essa médica não trabalha mais na minha cidade e estou grávida, os médicos insistem em fazer o ultra-som intravaginal e fugi da última consulta por causa da grosseria eu ainda fico tensa com a penetração.

Anônimo disse...

adorei teu depoimento Dani,tem mulher q gosta do q faz e outras com falta de profissionalismo. bjs

lanne disse...

oi Dani estou com muito medo de fazer a transvaginal minha doutora passou e olha q tenho uma filha de um ano e dois meses parto normal .so se ker aobre isso me da gastura.

lanne disse...

oi Dani estou com muito medo de fazer a transvaginal minha doutora passou e olha q tenho uma filha de um ano e dois meses parto normal .so se ker aobre isso me da gastura.

lanne disse...

oi Dani estou com muito medo de fazer a transvaginal minha doutora passou e olha q tenho uma filha de um ano e dois meses parto normal .so se ker aobre isso me da gastura.

Unknown disse...

Fiquei chocada e sem reacção quando depois de um as Nicolau, a medica disse que eu só sentiria desconforto, mas senti uma dor insuportável, e ela no fim do exam me disse que a dor que eu senti era coisa da minha cabeça, e que era caso de sicologo. Elo que li tem grande carga rmocional, mas também pode ter outras causas.

Anomy disse...

Se s causa é ksicologica, é bom saber que as vezes são respostas inconscientex de alguma insegurança que aconteceu na infância ou adolescência, desde que você tenha vivenciado ou não

Postar um comentário

Que bom que vc decidiu compartilhar sua luta comigo! Vamos vencer, tenho certeza!
Agora eu aprendi, então, depois de comentar, pode voltar aqui que vai ter uma respostinha minha, tá?
Bjs