sábado, 12 de junho de 2010

Será que o que eu tenho é vaginismo mesmo?

Muita gente me escreve e-mail pq achou meu blog no google quando estava procurando uma razão pra sua dor na hora de transar.
.
Acontece que nem toda dor na hora de transar é sinônimo de vaginismo. Vaginismo é caracterizado por um fechamento da vagina, já que ocorre uma forte contração dos músculos de lá debaixo. Quer dizer, quem tem vaginismo não tem penetrações com dor, quem tem vaginismo simplesmente não é capaz de permitir as penetrações (não completas).
.
Outro mito em relação ao vaginismo, que muito médico ignorante fala por aí, é que vagínica não é capaz de fazer exame ginecológico. Isso não é verdade. Pode acontecer que a mulher consiga penetrar um dedo, um OB, consiga fazer exames ginecológicos e não consiga o pênis. Isso tb pode ser vaginismo, uma vez que o bloqueio pode estar associado apenas à cena do ato sexual em si.
.
Em resumo: tem vagínica que não consegue introduzir nada (nem o próprio dedo) e tem vagínica que consegue introduzir algumas coisas, mas não o pênis inteiro.
.
O primeiro passo para diagnosticar o vaginismo é procurar um ginecologista e fazer exames. Existem infecções que causam dor na hora do sexo e isso pode ser facilmente solucionado com o uso de uma pomada, então o primeiro passo é SEMPRE checar se está tudo bem contigo fisicamente. Aí sim, se estiver tudo ok, vc pode começar a pensar em vaginismo.
.
Outra coisa muito importante é dizer que a primeira relação sexual (ou as primeiras) pode ser muito incômoda e o prazer pode não vir assim de cara. Então, se vc está sentindo algum incômodo, uma ardênciazinha, uma dorzinha na hora de transar com seu namorado/marido, fique calma, dê um tempinho, pratique mais vezes, sempre com cuidado, com carinho, caprichando muito nas preliminares e na lubrificação, que loguinho vc vai se acostumar e o sexo será prazeroso, ok? Se o quadro não mudar, depois de alguns meses de prática, aí sim, vc pensa em procurar um problema, certo?
.
Bom, meninas, é isso, espero ter ajudado!
.
Post criado e publicado em data aleatória para atender ao post principal do FAQ (Frequently Asked Questions). Se você chegou aqui por outro meio, ou quer voltar ao post principal, clique aqui.

21 comentários:

Anônimo disse...

Descobri que tenho vaginismo e na realidade foi um alívio. É bom saber que a dor não é natural e que existe tratamento. Vou começar em março/2011 no Hospital das Clínicas. Gostaria de partilhar com vocês!
T.

Daniela Barros disse...

Oi, T.!
Que bom que vc tá com data marcada pra começar o tratamento! É isso aí, tem que correr atrás, se dedicar bastante, que o negócio tem jeito sim! rs Gostaria muioto de ter vc aqui compartilhando suas experiências... o tratamento do hospital das clínicas que vc está falando é o projeto Afrodite? Morro de curiosidade... rs Conte o que puder! rs
Bjs

Anônimo disse...

Olá!!

Quem consegue a penetração completa...mas com muita dor ,pode ser vaginismo??

Já descartado a hipótese de qualquer doença...

Anônimo disse...

ola! acabei de chegar a conclusao; tenho vaginismo!!!! preciso de ajuda1 nao consigo mais conviver com isso! ja fui casada e ainda continuo virgem.hj, vivo correndo de relacionamento serios, pois nao transo com ninguem. sou uma mulher muito bonita, e ninguem entende porq estou sempre sozinha! detalhe: tenho uma filha, e fiz cezariana.ja faço muitos exercicios p para delatar, mas mesmo assim nao consigo deixar a penetraçao, tenho muito medo, suo frio, e fiko muito fustrada, deixando o parceiro tambem em panico!choro muito e emocionalmente é doloroso pra mim!preciso muito desses seus delatador, por favor!me ajude!so de digitar aki ,ja estou chorando! beijo e espero contar com sua ajuda!

Anônimo disse...

como faço para me curar disto...creio sofrer desta mal também

Anônimo disse...

olá descobri ha poucos meses que sofro de vaginismo ao pesquisar em sites ai contei ao meu marido,vai fazer 1 ano que estou casada,e eu sofro muito por ter este problema,as vezes não tenho vontade de fazer sexo porque não consigo penetração,eu quero muito me curar,eu gostaria de saber se posso fazer os exercicios sem dilatadores e se tem outros exercicios fora o do dedo que eu ja conheço e estou tentando.

Anônimo disse...

Olá,
Eu tenho 29 anos e sou casada a 7 anos e descobrir que tenho vaginismo, li a maioria dos depoimentos e me identifiquei com vários deles.E sinceramente já tentei de tudo mas chega uma hora que você se cansa de tantas tentativas frustradas.Tenho o maior desejo de ser mãe,de me sentir uma mulher completa e simplesmente não consigo.Sinceramente eu acho que os ginecologistas deveriam dar mais atenção a esses tipos de problemas e ter sim uma cirurgia para aquelas que realmente não conseguem pelo menos já seria meio caminho andado.
Esse blog tem me ajudado muito.
Obrigada pela a ajuda

Anônimo disse...

Olá .. Sou casada há 15 anos... e sou vagínica.Hoje não tenho receio de dizer isso. Graças a Deus faço acompanhamento e estou me encontrando. Já sofri muito, já chorei demais, ainda tenho que trabalhar bastante minha autoestima, estou aos poucos enxergando uma mulher que adormeceu no tempo, atrás de uma contração de músculos. Nos encontros do projeto,me vejo em cada fala das diferentes situações vivenciadas. È um alívio saber que não estou sozinha e que podemos nos ajudar.
Também concordo que deveria existir um olhar diferenciado para a mulher, não apenas como reprodutora, mas a mulher que também apresenta uma sexualidade, muitas vezes desvalorizada. Ainda não atingi meu objetivo, mas sinto a cada dia a minha evolução. Por isso não permite se acomodar, corra atrás,acredite. E logo, estarei postando meu resultado.Um abraço companheiras....

juliana fazio disse...

Oláaa *-* Namoro há bastante tempo e decidimos iniciar nossa vida sexual. No começo, achei que a dor era normal, mas dps de várias tentativas vi que a dor era insuportável, normalmente meu namorado fala que está " batendo em uma parede" porque não entra nada, e se entra é um ardor fortíssimo. O médico disse que pode ser endometriose, mas não sei o que faço para melhorar esse problema =( me ajude, por favor.

Iza disse...

Alguem me ajude por favor! Nao consigo ter relaçoes com meu noivo, nao tenho vontade de tranzar e quando tento nao consigo, estou ficando frustada, tenho medo de perde-lo.
Se alguem puder, me passa um e-mail para conversar.

Luiza Silva disse...

Olá,
eu tenho 21 anos e fui transar cm um cara ha uns dias e nao conseguimos a penetraça, na verdad ele conseguiu penetrar uma vez mas o penis logo saiu e aí tentamos d todo jeito e nada. Fiquei frustada e sem saber o que era. Pesquisando entao me deparei com o vagisnismo, mas nao sei se é relamente o que tenho, entao gostaria de uma ajuda.
Nao é a primeira vez qe tive relaçoes sexuais e nuca tinha me ocorrido isso. O qe eu faço? Tenho msm vaginismo?/ Me ajudem, por favor.

Anônimo disse...

Hj estou muito triste .. faço 1 ano de casamento e ate agora não conseguir "amar" meu marido como eu gostaria.

Anônimo disse...

Olá, vou me identificar como 'Margarida" eu tenho uma dúvida.
Já tive relações sexuais 2 vezes, tenho pouca lubrificação, por isso uso lubrificante. Essas duas relações foram normais,
Porém fiquei 1 ano e meio sem praticar sexo... depois disso voltei a namorar. Pra minha surpresa meu namorado é virgem. Ou seja, não tem experiência no assunto. Assim como eu não tenho muita. Só que na hora que tentamos transar tem sido difícil. Não conseguimos a penetração. Ele fica muito tenso e eu também. Ele chega a penetrar 3 dedos e não sinto dor alguma.
Será que tenho algum grau de vaginismo?
Ou nosso problema pode ser o nervosismo? Obrigada

Anônimo disse...

Oi tenho 19 anos e namoro a 4 anos, no segundo ano de namoro começei a ter relações e sempre consegui ter penetração mas nunca alcancei o orgasmo, porem ficamos um bom tempo sem ter relações e agora quando fomos tentar novamente não conseguir ser penetradapois sinto muita dor e é como se tivesse uma parede que não deixa entrar. pode ser vaginismo?

Anônimo disse...

Olá, sou casada a 14 anos, e desde então cinto dor na penetração, acho que tenho pouca lubrificação e as paredes laterais da entrada da vagina chega a ficar com uma ferida como se fosse uma queimadura, muitas vezes sangra. Com isso não fico fugindo das relações sexuais com meu marido, estou pensando até em separação, já tentei de tudo... Sempre me culpei muito, tentando satisfaze-lo de outras maneiras. Mas cansei não sinto mais vontade e isso está acabando com meu casamento, tenho um filho de 6 anos e uma vida instável mais a relação chegou a um ponto que não consigo mais reverter. Penso hoje que o pênis dele é um pouco grosso e incompatível com minha vagina.Preciso muito de ajuda!! Tenho 36 anos.

Anônimo disse...

Olá, por um período tive relações normais e muito prazerosas. Porém, após o nascimento do meu primeiro filho, eu simplesmente tenho mutia dificuldade em ter relação. Quando acontece, chega a cortar, sinto muita dor não só na hora da penetração mas também no colo do útero, meu parto foi cesaria, mas mesmo assim sinto muita dor. É muito frustrante e tenho medo do meu marido procurar outras... fiz exames ginecológicos e não tenho nenhuma infecção. as vezes sinto umas fisgadas na vagina, chega a doer, na parte de cima... será que é vaginismo? tenho vergonha de falar com minhas amigas, pois elas não entendem...só gostaria de voltar a ter o que tinha antes...

ANONIMO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ANONIMO disse...

DESCULPEM, MAS AQUI SÓ TEM MULHER FALANDO E EU NÃO TINHA PERCEBIDO. OBRIGADO. FIQUEM COM DEUS.

Anônimo disse...

Olá
Sou muito nova tenho 16 anos e me identifiquei em vários comentários, namoro já tem um ano eu e meu namorado já tentamos fazer sexo várias vezes mas nem meu dedo eu consigo colocar, e o pior é que tenho medo de contar pra minha mãe
E creio eu q quanto mais cedo começar o tratamento melhor :/

Anônimo disse...

Olá,gostaria de saber se realmente tenho vaginismo, pois me casei a 10 meses e só no sexto mês meu esposo conseguiu colocar a cabeça, mas ele dizia que tinha uma parede e eu nao entendia porque nao conseguia fazer mesmo querendo muito,a 1 mes atras ele conseguiu colocar e ele disse que quase tudo, e dois dias foi assim, mas depois nao sei o que aconteceu, ele nao consegue mais, so o que acostumou. O que preciso fazer, que tipo de tratamento procurar? pois se soubesse que tinha esse problema antes procuraria me tratar mas casei virgem e so agora percebi que tenho vaginismo. Psicologo ou terapeuta? qual tratamento devo recorrer. Desde ja agradeço

Anônimo disse...

Olá,eu tenho 26 anos,meu 1º namoro durou uns 3 anos e o 2º que terminou recentemente durou quase 5 anos,em ambos não teve penetração,eu tentei muito e chegou uma hora que eu cansei e fiquei sem esperanças.Perdi dois namorados pelo mesmo motivo e no fundo eu mesma não queria mais continuar.Eu to sofrendo muito,quero ter uma família e dessa forma será impossivel. Depois que pesquisei os sintomas eu tive certeza que tenho vaginismo e além de tudo sofri abuso na infância e acho que contribuiu pro meu problema.Eu preciso de ajuda,de conselho,não sei o que fazer.Desde já agradeço.

Postar um comentário

Que bom que vc decidiu compartilhar sua luta comigo! Vamos vencer, tenho certeza!
Agora eu aprendi, então, depois de comentar, pode voltar aqui que vai ter uma respostinha minha, tá?
Bjs