sábado, 12 de junho de 2010

Você ainda faz terapia? Como eram suas consultas?

Não. Eu não faço mais terapia. Eu parei assim que obtive sucesso na penetração. Não que eu quisesse parar, acho que queria continuar um pouco, até ficar bem confiante na minha capacidade. O problema foi que o terapeuta não gostou muito dessa minha "arte" de me exercitar com os dilatadores sem a autorização dele. O que aconteceu foi que eu recebi o kit bem na semana que teve um temporal aqui e eu não fui na terapia, aí na outra semana era feriado e eu não fui tb, então comecei a usar os dilatadores sem autorização mesmo e como deu muito certo, logo eu já quis praticar com o marido, né?
.
Acho que por tudo que eu já tinha passado em relação ao vaginismo, eu já estava mais do que preparada para resolver o problema, mas o terapeuta não conseguiu enxergar isso e mesmo depois do meu sucesso, ele achava que eu tinha que parar de transar com meu marido e esperar, passar por todas as etapas do tratamento até que estivesse pronta. Mas veja bem: eu linda consegui o que eu sempre quis que era ser penetrada completamente e sem dor e agora ia ter que parar? Não fez sentido nenhum pra mim, por isso não havia como continuar a terapia.
.
Bom, as consultas funcionavam assim:
- no começo, o psico pergunta um monte de coisas sobre nossa vida, família, como foi a infância e o que mais a gente quiser contar
- ele vai anotando tudo o que vc diz, vai te perguntando mais coisas e anotando, anotando
- de vez em quando ele resgata essas anotações pra nos lembrar de alguma coisa muito suspeita que a gente disse e não se lembra (rs)
- aí pode ser que ele te dê um questionário pra responder (ou vários) com perguntas sobre comportamentos sexuais (tipo se vc se masturba, se sente desejo, se tem fantasias, com que frequência e tals...)
- depois vem os exercícios, tipo se observar, fazer massagens, exercícios de relaxamento e depois os mais específicos tipo introduzir o dedo e objetos (tipo os dilatadores ou similares como velas, êmbolos de seringas e tals)

.

Post criado e publicado em data aleatória para atender ao post principal do FAQ (Frequently Asked Questions). Se você chegou aqui por outro meio, ou quer voltar ao post principal, clique aqui.

3 comentários:

francicleide franca disse...

Todos os psicologos trabalham assim no tratamento do vaginismo? quais outros tratamentos que tb podem me ajudar? sou casada ha 7 anos.

Anônimo disse...

Também gostaria de saber a resposta da pergunta da amiga acima.

Anônimo disse...

Olá, vc tem indicação de algum terapeuta em Porto Alegre??

Postar um comentário

Que bom que vc decidiu compartilhar sua luta comigo! Vamos vencer, tenho certeza!
Agora eu aprendi, então, depois de comentar, pode voltar aqui que vai ter uma respostinha minha, tá?
Bjs